quinta-feira, 16 de junho de 2011

UFC Rio terá ingressos a R$ 1,6 mil

LAS VEGAS - Começam a ser vendidos nesta quinta-feira os ingressos para o UFC 134, que será realizado na Arena HSBC, no Rio, em 27 de agosto. Os bilhetes mais caros vão custar R$ 1,6 mil. Os mais baratos, R$ 275. As entradas podem ser adquiridas pelo site:www.ingresso.com.

O evento terá como atração principal o duelo entre o brasileiro Anderson Silva, dono do cinturão dos médios, diante do japonês Yushin Okami. Maurício "Shogun" Rua e Antonio Minotauro também farão parte da noitada.
"Já deveríamos ter vindo muito antes para o Brasil e certamente voltaremos, trazendo a marca do UFC", disse o presidente Dana White, em entrevista coletiva no Copacabana Palace, nesta quinta-feira à tarde. 

Bruno Senna pode substituir Heidfeld na Renault


O brasileiro Bruno Senna pode assumir a vaga de Robert Kubica na equipe Renault Lotus substituindo Nick Heidfeld, atual substituto do polonês. De acordo com a revista alemã Auto Motor und Sport, o dono da equipe Gerard Lopez, antes do GP do Canadá, teria passado algum tempo no Brasil. O empresário teria ido à procura de patrocinadores, com o pressuposto de que Senna, 27 anos, iria substituir Heidfeld. O piloto alemão estaria sob pressão por melhores resultados. Pessoas ligadas à Renault Lotus minimizaram rumores recentes de problemas financeiros, mas a revista alemã insiste que a equipe "precisa desesperadamente de dinheiro", inclusive para pagar contas pendentes para o seu fornecedor de motores. Contudo, Senna não substituiria Heidfeld imediatemente. Na prova de Montreal, o alemão, está em oitavo lugar no campeonato com 29 pontos, fazia uma boa corrida até bater em Kobayashi. Seu companheiro, o russo Vitaly Petrov, é sétimo colocado.

RAFA CRESTANI " A VOLTA DO GUERREIRO " 1º PEDIDA 315KG

Concorra a camisa oficial do VEC

O Blog chegou aos 20.000 acessos, e como prometemos vamos dar a um visitante uma camisa oficial do Veranópolis Esporte Clube Recreativo e Cultural, o VEC. 
Para concorrer é fácil, basta ser um seguidor do blog. No alto do blog, a esquerda onde diz "SEGUIDORES" você faz a sua inscrição. No final do mês de Julho vamos fazer o sorteio. 
Esta promoção é conjunta: MIXESPORTESHOW e NZ ESPORTE.

Seja nosso seguidor e concorra a camisa oficial do VEC.

Boa Sorte!

Wellington Paulista no Inter

O atacante Wellington Paulista, emprestado pelo Cruzeiro ao Palmeiras, pode ser o novo atacante do Inter. Segundo o jornalista Benjamin Back, do Lancenet, existe uma negociação bem encaminhada para o jogador reforçar o time de Paulo Roberto Falcão.
— Querem comprar ele do Cruzeiro. Ele está chateado com o que está acontecendo no Palmeiras, está descontente. Atacante vive de gols. Se viesse a proposta e ele estivesse bem, não sairia — disse uma pessoa muito próxima a Wellington, que pediu anonimato, segundo o Lancenet.
O jogador sairia do Palestra Itália por estar descontente com a opção do técnico Luiz Felipe Scolari, que vem o deixando no banco. No entanto, os dirigentes colorados negam.
— Não temos interesse nesse jogador — disse o vice-presidente colorado, Roberto Siegmann.

20 000


Penharol X Santos. Empate no primeiro jogo da final


O Santos deu um passo importante em busca do tricampeonato da Libertadores na noite desta quarta-feira, em Montevdéu. A equipe suportou a pressão do Peñarol no estádio Centenário no primeiro jogo da final, e segurou o empate por 0 a 0. Agora, o alvinegro jogar por uma vitória simples, na próxima semana, no Pacaembu. A pressão avassaladora que o ambiente do estádio Centenário indicava não ocorreu. O Peñarol se manteve igual ao dos outros jogos eliminatórios da Libertadores. Já o Santos, deu sinais de nervosismo. Custou a encaixar seu meio-campo. Mesmo assim, chutou mais cedo. Muricy Ramalho deixou Adriano mais perto de Martinuccio – esperança da torcida uruguaia, e o Peñarol sentiu. Mesmo que a proposta dos donos da casa tenha como premissa esperar os espaços do adversário. E isso, o Santos não dava em Montevidéu. Mesmo Neymar tentando puxar o Santos para frente, o ato não ocorria. Zé Eduardo, duas vezes, e Bruno Rodrigo acumularam as chances de gol na primeira etapa. E nenhuma foi clara, latente. Do outro lado, a troca de passes que busca um canto para jogar. A falta de pressa que já tinha sido notada contra o Internacional, no Beira-Rio, e o Veléz Sarsfield. Assim, O Peñarol teve Darío Rodríguez em condições de marcar por duas vezes seguidas. Quase no final do primeiro. A primeira de cabeça. A segunda com o pé, tentando encobrir Rafael.
Fonte: Terra