sexta-feira, 6 de junho de 2014

Charles Aránguiz foi comprado pelo Inter.

A aquisição do volante chileno foi concretizada na manhã de sexta-feira. A negociação junto ao Granada (ESP) foi feita pelo Inter e pelo investidor Delcir Sonda, por US$ 5 milhões (cerca de R$ 12 milhões). Em caso de futura venda, o Inter ficará com 50% da negociação, mesmo percentual que caberá a Sonda. A negociação teve ainda uma segunda frente. Além das conversas com Giampaolo Pozzo, dono do Granada e da Udinese, Marcelo Medeiros, o homem forte do futebol colorado, foi a Santiago tratar da ampliação do contrato de Aránguiz, que se encerraria em agosto, para junho de 2019. Medeiros esteve na concentração da seleção chilena, a fim de acertar o novo contrato com o camisa 20 do Inter. Assim, o clube assegura que Aránguiz permanecerá no Beira-Rio, mesmo que faça uma grande Copa do Mundo. Não há mais o risco de perder o volante. Aránguiz é do Inter.

Reforços: Inter espera reunião com Abel para definir se zagueiro será contratado


Juan já se definiu pela permanecerá no Inter. A renovação de Índio está encaminhada. Ainda assim, não está descartado que ocorra uma investida em mais um zagueiro para o grupo de Abel Braga. A direção definirá na próxima semana, após uma reunião com a comissão técnica.

A situação da defesa tem chamado a atenção neste início de Brasileirão. O time levou nove gols em nove jogos, não tendo sido vazado em apenas três oportunidades (1 a 0 sobre o Vitória, 0 a 0 com o Criciúma e 2 a 0 em cima da Chapecoense). Abel acredita que os gols decorrem da vocação ofensiva da equipe e também pelo fato de não contar com Paulão – que sofreu uma lesão muscular na coxa esquerda desde a quarta rodada (vitória de 2 a 1 sobre o Atlético-PR).

- Não há problema (na defesa). Nós estamos pagando o preço por jogar com um volante. Atuamos com uma equipe extremamente ofensiva. E o jogador que vinha na melhor fase da carreira está lesionado desde a quarta rodada, que é o Paulão. É o jogador, hoje, com maior regularidade – destaca Abel. 

Além do trio, o técnico conta com Ernando que, atualmente, forma a dupla de zaga com Juan, Alan e Thales para o setor. O primeiro conta com prestígio e atua com frequência (já tem 21 partidas e um gol na temporada). Os outros dois são muito elogiados por Abelão, mas, ainda garotos, carecem de maior experiência.

Enquanto resolve se buscará ou não outro zagueiro, a direção trata de manter os dois mais rodados do setor. Juan (34 anos), tem um acordo alinhavado que será assinado em julho, quando encerra o contrato. Seu novo vínculo valerá até dezembro de 2015. Já Índio , de 39 anos, deve renovar até o final do ano, com uma redução de 40% em seus vencimentos, mas com um bônus por produtividade. 

Para o restante do Brasileirão, já chegaram Wellington, que já disputou cinco partidas e marcou um gol, Wellington Silva e Martín Luque.

Ex-jogador do Inter é oferecido ao Grêmio, que negocia contratação com seu atual clube

Meia Giuliano é oferecido e Grêmio negocia com Dnipro

Jogador tem contrato com o time ucraniano até o meio de 2015


Grêmio estaria negociando com um reforço de peso para a sequência da temporada, segundo o jornal Zero Hora. O meia Giuliano, eleito craque da Libertadores 2010 pelo Inter e com passagens pela Seleção Brasileira, foi oferecido ao Tricolor. A publicação afirma que um empresário trouxe ao Olímpico uma proposta com valores que o Dnipro-UCR exigiria para aceitar a negociação. Investidores já foram acionados e sinalizaram positivamente para bancar a negociação. 

Apesar da dificuldade de negociar com os ucranianos (o Grêmio, em 2012, teve frustada uma investida no jogador), a situação agora parece mais favorável. O vínculo de Giuliano com o Dnipro acaba em julho de 2015 e usa isso como uma forma de pressão no Dnipro. Em dezembro, ele pode assinar um pré-contrato.

O Dnipro pagou 10 milhões de euros (R$ 30,8 milhões) ao Inter no início de 2011 e gostaria de recuperar o alto investimento.