quarta-feira, 31 de julho de 2019

Trocando ideia: Mudar, e o VEC precisa se reconstruir.

O esporte pode mudar completamente em um estalar de dedos, mas os hábitos de consumo do torcedor demandam tempo. Talvez mais tempo do que em outros segmentos. Afinal, quando se trata de esporte, há uma boa dose de tradição do consumidor. Pois é meus amigos, mudança, novos caminhos, outros rumos...é isso que teremos pela frente no próximo ano, o VEC vai mudar, ou melhor, já mudou e agora precisa se reinventar na Divisão de Acesso. Existem mudanças pela própria vontade, como está fazendo a partir desta edição o Estafeta. A direção do jornal optou por uma nova roupagem, cara nova para um quase trintão bem resolvido, e que tem como missão, fazer jornalismo de qualidade. Não é a mesma mudança do Pentacolor, que tem menos idade, esteve por 25 anos entre os melhores, e hoje precisa voltar a brilhar...não foi por sua vontade a mudança, alias, neste ano não foi competente o bastante para continuar em sua caminhada. Mas como em nossas vidas as mudanças acontecem por opção, ou forçadas, a hora, nos dois casos...é de mudanças. No bom português, renovar significa tornar novo, mudar para melhor, melhorar, aprimorar, aperfeiçoar. Melhorar em todos os aspectos. Coisa nova, recomeçar, reiniciar, restaurar. Consertar, corrigir, dar novo brilho, dar nova força. Qualquer dos significados, mostram muito bem o que quer o jornal com a renovação que acontece a partir desta edição, e o que quer o Veranópolis Esporte Clube a partir do ano que vem. É meus amigos, estamos nos renovando, reiniciando, escrevendo um novo capitulo...tanto no Estafeta, como no nosso querido Pentacolor. Como vai ser isso, como será a aceitação do leitor e torcedor, somente o tempo dirá. Por enquanto, vamos nos deliciar com a nova cara do jornal, e vamos nos dedicar a retomada da belíssima caminhada do time que representa toda uma região. Mudanças, renovações, vida nova... serve para mim, para você, para um time de futebol, ou para um jornal. Boa leitura, e até a semana que vem.

Nova Prata: Eventos automobilísticos movimentarão o final de semana


O primeiro final de semana de agosto será marcado por eventos automobilísticos em Nova Prata.

No sábado, 03, de manhã, acontece a 3ª etapa do 50º Campeonato Gaúcho de Rally de Regularidade 4x2 e 8ª Copa Rally Nova Prata. De manhã, iniciam as provas do 29º Rally Cidade de Nova Prata que se desenvolverá pelas estradas vicinais dos municípios de André da Rocha, Guabiju, Lagoa Vermelha, Nova Bassano, Nova Prata e Protásio Alves e percorrerá distâncias de aproximadamente 160 km de regularidade e 20 km de deslocamentos.


Já de tarde acontecem as provas da 8ª Copa Rally Nova Prata. A prova tem o objetivo de incentivar as duplas novatas da região de Nova Prata no automobilismo. A novidade deste ano é que haverá duas categorias na Copa Rally, categoria estreantes - para as duplas iniciantes que não possuem muita experiência com o rally de regularidade" e categoria ralizeiros - para as duplas com conhecimento médio/avançado. A largada acontece no Trevo Norte da cidade, às 14 horas. Haverá premiação para as três melhores duplas de cada categoria. As inscrições para todas as provas podem ser feitas até o dia 1º de agosto no site do Automóvel Clube de Nova Prata www.acnp.com.br



Enquanto os competidores participaram da copa e do rally, na Praça da Bandeira, a partir das 14 horas do sábado, acontece o 5º Encontro de Veículos Antigos promovido pelo Veteran Car Club de Nova Prata. Para a exposição, é permitida a entrada de veículos com mais de 25 anos de fabricação. Além das relíquias que estarão expostas também haverá mercado de pulgas, food trucks e shows de bandas aberto ao público.
O encontro segue durante todo o domingo a partir das 8 horas e em caso de mau tempo, todo o evento será transferido para os dias 10 e 11 de agosto.

Os eventos integram a programação dos 95 anos de aniversário de Nova Prata e tem o apoio do Município através da Secretaria de Turismo, Cultura, Esporte e Lazer.

Vila Flores: Vila Flores abre inscrição para campeonato de veteranos


Estarão abertas, de 5 a 27 de agosto, as inscrições para os atletas veteranos participarem do Campeonato Municipal de Futsal Veteranos 2019 e Regional do Projeto JF – Taça 5ª FestFlor, em Vila Flores. A Comissão Organizadora informa que foi alterada a regra da idade mínima, passando de 35 anos para 38 anos, para participar do campeonato. Fica definida a idade pelo ano de nascimento (1981), ou seja, quem completar 38 anos até 31 de dezembro deste ano.

Os interessados devem retirar ficha de inscrição e termo de responsabilidade a partir do dia 5 de agosto, na sala da Coordenação de Esportes, que fica anexa ao Ginásio. Até o dia 27 de agosto, precisam devolver a ficha de inscrição preenchida, o termo de responsabilidade e cheque caução. No dia 29 de agosto haverá reunião para sorteio de jogos. O início da competição esta previsto para o sábado, dia 31 de agosto. As inscrições para os integrantes do JF estão sendo realizadas pela coordenação do projeto.

O Campeonato é uma realização da Prefeitura de Vila Flores, através da Secretaria Municipal de Educação e Cultura e Coordenação de Esportes, e Avida.

segunda-feira, 29 de julho de 2019

Nova Prata: Festival de voleibol reuniu 42 atletas


O domingo, 28 de julho, foi marcado por jogos do 1º Festival Municipal de Vôlei Misto de Nova Prata.

Os 42 atletas inscritos foram divididos em cinco equipes definidas através de sorteio. Das 9 horas até às 19 horas foram realizadas 11 partidas que integraram atletas que disputam competições locais e regionais, bem como aqueles que somente praticam treinos semanais por lazer e esporte.
Promovido pela Secretaria de Turismo, Cultura, Esporte e Lazer, o festival foi uma inovação para Nova Prata uma vez que usou conceitos de arbitragem do "Fútbol Callejero" e do “Ultimate Frisbee” onde os árbitros foram os próprios atletas que se revezaram entre a quadra e a cadeira de arbitragem.
Considerado positivo sob o ponto de vista dos jogadores, o festival foi de muita confraternização, amizade e incentivou ainda mais à prática do voleibol.


Disputaram o jogo final as equipes A e C, saindo a equipe C como campeão. O time B ficou com a terceira colocação. Como o objetivo foi a integração todos os atletas receberam medalhas pela participação.


Confira as equipes e atletas que participaram do festival:

Equipe A – Fábio Eduardo Rigon, Cristian Prigol, Mauri Giachini, Rafael Costa, Ângela Benazzi, Jaqueline Sonoski, Marcelo Giachini, Raquel Gratieri e Marizete Minozzo.

Equipe B – Luís Henrique Ciello, Daniel Gomes, Bruno Grandi, Paula Zardo, Kelen Strapazzon, João Fernandes de Mattos, Everson Silva de Souza, Laura Andreazza Morando e Mariana Martin.

Equipe C – Diandrey Sostisso, Aline Magoga, Murilo Conti, Paulo Sérgio Rodrigues, Cristina Machado, Marcos Cúnico, Juliane Vivan e Monalise Angonese.

Equipe D – Eliezer Brandt, Cézar Augusto Guedes, Emanuele Salvalagio, Janice Bristot, Rodimar Frigo, Willian Vuelma, Diego Tedesco e Eliane Comin.

Equipe E – Ana Maria Strapazzon, Carlos Eduardo Minozzo, Kelen Viana, Gisele Tilmann, Fabiano Dumke, Ivan Grigoski dos Santos, Rodrigo Kszizerak, Géssica Sonoski e Maikon dos Santos.
 

Veranópolis: AAV e CERAN parceiros em Projetos Sociais


No dia 19 de julho a Associação Atlética Veranópolis recebeu uma placa da CERAN - Cia. Energética Rio das Antas pela parceria em Projetos Sociais.Nós sentimos orgulhosos em sermos reconhecidos pela empresa que tanto nos auxilia nos projetos sociais com jovens e idosos.

Nova Prata: Nacional e Moreira/Rodrigues disputam a final do campeonato 2019



Na bela tarde de sol domingo, 28 de julho, aconteceram os jogos das semifinais do Campeonato Municipal de Futebol de Nova Prata. No campo do Brasil, no bairro São Peregrino, um grande público assistiu as partidas que definiram os times que disputarão a taça do campeonato.


No primeiro jogo, Moreira/Rodrigues venceu o atual campeão Atlético Ipiranga por 2 a 1 e carimbou seu passaporte para a grande final. Já no segundo jogo, o Nacional superou o Amigos por 2 a 1 e garantiu, pelo segundo ano consecutivo, a sua vaga na final do campeonato. 

Com estes resultados, Nacional e Moreira/Rodrigues disputarão o primeiro lugar do campeonato amador de Nova Prata 2019.
A grande final será no dia 11 de agosto, dia do aniversário de 95 anos de Nova Prata, no Estádio Municipal Dr. Mário Cini.


Fotos: Lances e times da final – Vanice Dal Magro


Nova Prata: Tem campeonato de xadrez da cidade

sexta-feira, 26 de julho de 2019

Nova Prata: Domingo tem o 1º Festival Municipal de Vôlei de Nova Prata


Além do formato inovador, onde cada atleta se inscreveu individualmente e as equipes foram determinadas através de sorteio simples, o Departamento de Esportes da Secretaria Municipal de Turismo, Cultura, Esporte e Lazer resolveu também apostar em um formato diferente de arbitragem para os jogos.

Baseado nos conceitos de arbitragem do "Fútbol Callejero" e do “Ultimate Frisbee”, onde as questões duvidosas são resolvidas através do diálogo entre os atletas, também assim será a arbitragem do festival de vôlei de Nova Prata.
Os próprios atletas serão os responsáveis por cuidar de lances de toque na rede e bola dentro/fora, e lances de maior dúvida serão resolvidos entre as próprias equipes.
Segundo o Assessor Técnico de Esportes da SMTCEL, Everton Cardoso, o formato é uma aposta da Secretaria, trazendo assim para realidade o conceito de esporte de participação baseado no prazer da prática e da postura ética que a vivência esportiva deve inspirar para a vida comunitária.
Os jogos acontecem a partir das 9 horas no Ginásio de Esportes Alcides Tarasconi, no bairro Santa Cruz e o acesso ao público é gratuito.

quarta-feira, 24 de julho de 2019

Trocando ideia: Dia 19 foi dia do futebol. Será que dá para comemorar?



Amigos, como sabem, o futebol é o esporte mais popular no Brasil. Nossa seleção, a pouco Campeã da Copa América, é considerada uma das melhores do mundo, sendo que conquistamos cinco copas do mundo. Homenagear este esporte é importante para mantermos cada vez mais vivo o futebol, que já faz parte de nossa cultura. Colocado isso; como o país do futebol poderia ficar sem uma data comemorativa para o esporte mais popular em seu calendário? E pensando nisso foi que em 1990 a Confederação Brasileira de Futebol(CBF), escolheu o dia 19 de julho em homenagem ao primeiro time registrado como clube no Brasil, o Sport Clube Rio Grande, o vovô. Apesar de ter chegado no país apenas em 1849 o futebol teve sua origem há muitos anos, aproximadamente de 2.600 a.c, na China, onde era praticado por oito jogadores em cada time, em um campo de quatorze metros. No Brasil, o futebol surgiu através de Charles Miller, nascido no Brás, em São Paulo, que aos nove anos foi estudar na Inglaterra, onde aprendeu a jogar o futebol. Quando retornou ao país, Miller surpreendeu-se ao saber que ninguém praticava o esporte. Por sorte ele trouxe consigo duas bolas, uma agulha, uma bomba de ar e dois uniformes e começou a ensinar o esporte, que é a paixão do povo brasileiro, fazendo do país o maior campeão mundial. Hoje, Charles Miller dá nome à praça em que fica o estádio do Pacaembu, em São Paulo. O primeiro joga de futebol no Brasil aconteceu em 15 de abril de 1895 entre funcionários de empresas inglesas que atuavam em São Paulo: Funcionários da Companhia de Gás X Cia. Ferroviária São Paulo Railway. Um pouco, bem breve, da história do futebol, esse esporte que teve altos e baixos em sua trajetória. Mas meu amigo, a situação do futebol brasileiro é preocupante. Da base ao profissional, dos times pequenos à seleção, a lista de problemas é extensa. Estamos diante de uma cenária onde a CBF, falida moralmente, fica cada vez mais rica enquanto os clubes, pilares de todo o sistema, estão em situação financeira difícil. Você sabe qual é a real situação financeira do seu time? Como anda o trabalho na base? A infraestrutura do clube é boa? Os profissionais que trabalham nele são honestos? A marca está expandindo? São perguntas que você torcedor, deve se fazer. Torcer é bom, bem melhor quando seu time ganha títulos, mas futebol não é somente isso. Futebol é dinheiro, e sem ele não se tem a alegria do gol. Alguns saudosistas podem falar que antigamente se jogava pela camisa, hoje amigos, se joga futebol pela qualidade que se oferece aos jogadores, a estrutura do clube, os benefícios, e sim, os salários, que em clubes de ponta são altos. Mas o futebol brasileiro meus queridos, é feito também por pequenos clubes, e estes sofrem, principalmente por falta de dinheiro, de recursos. Dinheiro este que tem de sobra na CBF, mas que nunca vem para as equipes brasileiras que disputam uma série, do tão falado campeonato brasileiras, em alguma de suas categorias menores. O que chega são migalhas que não ajudam a melhorar o futebol do país. Pois então, dia 19 foi o dia do futebol, sem muitas comemorações, mas com uma carga de paixão incontestável por parte de todos nós torcedores.

Veranópolis: AAV no III Encontro Nacional da Arte Capoeira em Nova Prata


Alunos da AAV participaram do III Encontro Nacional da Arte Capoeira que aconteceu na cidade de Nova Prata. O evento contou com a presença de profissionais de 6 estados brasileiros e contemplou alunos oriundos de inúmeros municípios do estado. 


Durante a programação, ocorreu um Curso de Aperfeiçoamento Técnico de Capoeira com o renomado Mestrando Taturana, do Rio de Janeiro, visando a melhoria e a capacitação dos participantes. 


Além disso, houve também uma aula coletiva na Praça da Bandeira e um Show Cultural aberto ao público na Casa da Cultura. Durante o Show Cultural, ocorreu o Batizado e a Troca de Cordas dos alunos, entre eles os alunos da AAV que atingiram os objetivos propostos nas aulas de capoeira. Essa troca de graduações serve de estímulo para que os praticantes se envolvam com a modalidade e alcancem novos objetivos.
A modalidade Capoeira da AAV é uma parceira com o ABADÁ é ministrada pelo graduado Willian Rodigheri.

Antônio Prado: O ala Adriano, que iniciou em Antônio Prado, vai jogar em Portugal


Jogador que teve o início de sua trajetória vestindo a camisa do Antônio Prado, vai jogar em Portugal. Adriano Lemos da Silva, foi campeão da Sub17 do estado pela SER Antônio Prado, e daí em diante iniciou sua trajetória no futsal nacional. Adriano estava jogando pelo Joaçaba na liga, e acabou recebendo proposta para vestir a camisa do Centro Cultural Recreativo e Desportivo de Burinhosa, localizado em Pataias, Alcobaça, Distrito de Leiria em Portugal. Samuel Rodrigues, diretor da equipe de Antônio Prado, manifestou sua alegria, por saber das qualidades de Adriano, e por ele ter iniciado sua trajetória vestindo a camisa Pradense.

Confira a reportagem do site especializado do Futsal de Portugal

segunda-feira, 22 de julho de 2019

Vila Flores conhece os campeões municipais do Futsal 2019


O Campeonato Municipal de Futsal 2019 de Vila Flores – Taça 5ª FestFlor definiu os campeões em cada categoria na noite de sexta-feira, dia 19 de julho, no Ginásio Municipal vilaflorense. O público comparecer em grande número para conferir os confrontos. 


Pela Sub 15, Nova Era fez 10 gols, contra 2 da equipe 100Nome, ficando com o título. O Desimpedido F.C. venceu o Nova Era, na categoria Sub 17, por 9 a 2 e foi o time campeão.


Pela categoria Master, o São Lourenço ganhou do Baixada por 4 a 0 e levou a taça. O mesmo placar de 4 a 0 deu a vitória ao U.F.C. sobre o São Lourenço. 


Pelo Feminino. Na categoria Livre, o duelo foi entre Vila Nova e Atlântico JM. O Vila Nova, que era o atual campeão, fez 3 a 1 e ergueu o troféu principal da Taça 5ª FestFlor, confirmando o bicampeonato consecutivo.


Entre os presentes estavam o prefeito Vilmor Carbonera, vice-prefeito Rudimar Peruzzo, secretárias municipais de Educação e Cultura, Rafaela Peruzzo, de Administração e Fazenda, Daniela Ghellere, da Agricultura, Cleusa Curtarelli, os vereadores Agenor Galli e Isidoro Paludo, presidente da Associação Vilaflorense de Desporto Amador (Avida), Dinei Pereira, e representantes da imprensa da região.
O Campeonato é uma realização da Prefeitura de Vila Flores, através da Secretaria Municipal de Educação e Cultura e Coordenação de Esportes, e Avida.


Confira os Premiados

Sub 15:
Artilheiro: Marcos Peruzzo, equipe Nova Era
Goleiro menos vazado: Renan Pessuto, equipe Nova Era
Equipe vice-campeã: 100 Nome
Equipe campeã: Nova Era

Sub 17:
Equipe mais disciplinada: União
Artilheiro: Fabiano Garcez, equipe Desimpedido
Goleiro menos vazado: Glidyskom Surtiqua, equipe Desimpedido
Equipe vice-campeã: Nova Era
Equipe campeã: Desimpedido

Master:
Artilheiro: Eduardo Rui, equipe São Lourenço
Goleiro menos vazado: Celso Conte, equipe São Lourenço
Equipe vice-campeã: Baixada
Equipe campeã: São Lourenço

Feminino:
Equipe mais disciplinada: São Lourenço
Artilheiras: Kétlin e Patrícia, equipe U.F. C.
Goleiro menos vazado: Ghéssica, equipe U.F.C.
Equipe vice-campeã: São Lourenço
Equipe campeã: U.F.C.

Livre:
Equipe mais disciplinada: Bar Paraná
Artilheiro: Vanderlei do Amaral, equipe Atlântico JM
Goleiro menos vazado: Rafael Ferreira, equipe Atlântico JM
Equipe vice-campeã: Atlântico JM
Equipe campeã: Vila Nova

Nova Prata: Apenas quatro times seguem no municipal de futebol


Aconteceu no domingo, 21, as quartas de final do Campeonato Municipal de Futebol de Nova Prata.


No campo do Brasil, no primeiro jogo o time do Atlético Ipiranga venceu seu jogo diante do Juventude por 1 a 0. Na segunda partida, o Nacional não tomou conhecimento diante dos donos da casa e garantiu sua vaga vencendo o Brasil pelo placar de 4 a 0.


No campo do São Cristóvão os donos da casa deram adeus ao Campeonato Municipal ao serem superados pela equipe do Moreira Rodrigues por 2 a 1, enquanto o Amigos carimbou sua vaga após vencer o Cruzeiro por 3 a 0.


Os jogos das semifinais serão disputados no próximo domingo, 28, no campo do Brasil.


Os confrontos das semifinais serão:
13:30 - Moreira/Rodrigues x Atlético Ipiranga 
15:30 - Amigos x Nacional

quinta-feira, 18 de julho de 2019

Trocando Ideia: Vem aí a Copa Verardi, sem o VEC e com a ANPE


Os campeonatos do primeiro semestre de 2019 no Rio Grande do Sul terminaram, e todos sabem que da maneira mais ruim possível para o Veranópolis Esporte Clube. Mas, realidade...é passado, e olhar para frente, buscar o retorno, passa a ser o objetivo primeiro. O que vem aí agora, para o segundo semestre é a Copinha, este ano homenageando “seu Verardi”, Antônio Carlos Verardi, ex-supervisor do Grêmio, morto em abril, aos 84 anos. Homem que dedicou grande parte de sua vida ao futebol gaúcho, mais precisamente ao Grêmio. A copinha não terá a participação do Pentacolor, mas vai ter um representante na região, será a Associação Nova Prata de Esportes. A copinha que dá como prêmio a participação na Copa do Brasil, ou a série D, terá vinte equipes, e não terá a participação de vários clubes de ponta do estado, equipes que não tem interesse na competição, mas...outros clubes que lutam para conquistar posições melhores no futebol do estado e do Brasil, apostam nesta copa, a última organizada pela FGF no ano. Os grupos para a Copa Verardi estão assim divididos: 

GRUPO A 
União Harmonia-Canoas, Cruzeiro, 12 Horas, Bagé e Pelotas. 

GRUPO B 
Novo Horizonte, Aimoré, Inter B, Novo Hamburgo e Real. 

GRUPO C 
Avenida, Lajeadense, Caxias, Grêmio e São José. 

GRUPO D 
Santo Ângelo, São Borja, Nova Prata, Gaúcho e Cruz Alta. 

A dupla GRENAL vai participar do campeonato com suas equipes B, mas se chegarem a final não levarão as vagas conquistadas, somente os troféus. Este é um campeonato deficitário, falta muito dinheiro, e os clubes participantes, fora a dupla, vão ter que cortar um dobrado para manter as equipes competindo em um nível bom. Pouco público, poucos patrocinadores, mas com jogadores que querem crescer na profissão... bem isso, a vontade de dar certo, parece ser o ponto positivo do campeonato que está por iniciar. Muitos acham que o VEC deveria jogar, mas como já escrevi aqui...será que o dinheiro aplicado nesta competição não faria falta na Divisão de Acesso? Talvez o ideal fosse investir em uma categoria de base forte, competitiva e que pudesse formar jogadores para o futuro. Tudo isso, se tratando de Veranópolis Esporte Clube, ainda é possibilidades futuras, porque agora, neste momento, o objetivo é voltar a elite do futebol gaúcho. Quanto a Associação Nova Prata, esperamos que tenha competência, tanto em campo com bons resultados, quanto fora de campo na captação de recursos, e de mobilização de seu torcedor.