domingo, 14 de janeiro de 2018

Veranópolis: Mais um ano de vida. Parabéns Pentacolor


15 de Janeiro...é aniversário do Pentacolor. 
Parabéns Timaço do Peito.

"O Veranópolis Esporte Clube Recreativo e Cultural foi fundado em 15 de janeiro de 1992, numa fusão entre o Clube Atlético Veranense e o Grêmio Esportivo e Cultural Dalban, dois clubes semi-profissionais da cidade. Disputou a segunda divisão em 92 e 93, ano em que sagrou-se campeão sob o comando do técnico Tite. Subiu para a primeira divisão do campeonato gaúcho e nunca mais foi rebaixado".

Veranópolis:Confira a matéria do Globo Esporte sobre o Pentacolor para o gauchão 2018


Em seu 25º ano consecutivo no Gauchão, o Veranópolis apostou alto em buscar ex-jogadores da dupla Gre-Nal e também naqueles com experiência na competição. Tudo começa novamente pelo volante Eduardinho, que vai para a 10ª temporada pelo Pentacolor. Mas a montagem do grupo não foi fácil como parece. A principal dificuldade, conforme a diretoria, diz respeito exatamente ao estadual do ano passado.
Como inúmeros destaques do Campeonato Gaúcho de 2017 seguiram para clubes de Série C e B, conseguiram firmar contratos mais longos. Desta forma, o mercado tornou-se mais limitado para equipes como o VEC, que funciona somente no primeiro semestre e "fecha" no segundo. Os vínculos com os jogadores duram apenas a competição dentro do Rio Grande do Sul.
– É um ano diferente na montagem do grupo. Fizemos uma lista inicial com alguns nomes que não conseguimos trazer, ou porque foram contratados por times da Série B, ou porque já estavam por lá e fizeram contratos mais longos. Mas ainda assim formamos uma equipe de qualidade. Debatemos nome a nome e, dentro do que temos condições de contratar, fizemos boas contratações. A equipe vem mostrando evolução nos amistosos, cumprindo as metas – comenta o gerente de futebol Ademir Bertoglio.
Em um primeiro momento, o elenco está fechado de forma enxuta, com 23 jogadores. Entre eles, cinco passaram pela dupla Gre-Nal: o lateral-direito Felipe Mattioni (Grêmio), os volantes Jair (Inter) e Bertotto (Inter), o meia Talles Cunha (Inter) e o atacante Wesley (Grêmio). Os primeiros jogos causam preocupação, já que serão três de quatro fora de casa. E a estreia será novamente contra o Inter, no Beira-Rio, no dia 18.


Como terminou 2017 e como iniciará 2018
O Veranópolis classificou-se na primeira fase do Gauchão do ano passado em quinto lugar. Mas logo de cara bateu de frente com o Grêmio nas quartas de final. Perdeu em casa por 2 a 0 e depois foi goleado por 5 a 0 na Arena. Eliminado, fechou as portas no segundo semestre. Em 2017, não houve parceria para formar uma equipe de base, o que antes mantinha o VEC funcionando o ano todo. Para 2018, há confiança de que o grupo montado é "forte". Contudo, nos amistosos contra os adversários do Gauchão empatou duas vezes (0 a 0 com São Paulo e Caxias) e perdeu outra (1 a 0 para o Novo Hamburgo).
O lateral-direito Felipe Mattioni surgiu como promessa do Grêmio em 2008 e logo foi vendido ao Milan. Na sequência, acabou emprestado ao futebol espanhol, sem muito sucesso. Passou também pela Inglaterra e sofreu com lesões. Em 2017, retornou ao Brasil para atuar pelo Boa Esporte. Na Série B, jogou apenas três partidas com o técnico Julinho Camargo, que o indicou ao VEC para a disputa do Gauchão. Tenta recuperar a carreira aos 29 anos.
Curiosidade
O Veranópolis é um clube recente. Fundado em 1992, na cidade de mesmo nome, subiu para a primeira divisão do futebol gaúcho no ano seguinte e, desde 1994, nunca foi rebaixado, sendo o único time do interior a atingir a façanha. Ou seja, vai para a 15ª temporada seguida na elite do estadual. Um feito e tanto para um município de cerca de 25 mil habitantes, conhecido como a "Terra da Longevidade".


Formado nas categorias de base do Grêmio, Julinho Camargo chegou a treinar o time principal tricolor em 2011, mas não resistiu muito tempo. Antes disso, havia sido auxiliar de Paulo Roberto Falcão no Inter. No ano passado, assumiu o Boa Esporte no Campeonato Mineiro e seguiu para a Série B. Os cinco pontos conquistados em sete rodadas, no entanto, o fizeram ser demitido quando o time estava na 19ª colocação.