domingo, 3 de julho de 2011

Brasil, estreia com velhos erros

Desde o início, a partida parecia fácil tamanho era o domínio do Brasil. O tempo passou, os comandados de Mano Menezes exageraram nas firulas e nos erros e o pior aconteceu. Um frustrante empate por 0 a 0 com a Venezuela, na estreia da Copa América, em La Plata, na Argentina. Ao término do confronto, na tarde deste domingo, vaias da torcida. Assim, a equipe pentacampeã mundial pela primeira vez na história deixa o campo sem vencer os venezuelanos, tradicionais fregueses, pelo torneio continental. Repete o desastre que foi o debute dos anfitriões argentinos na Copa América e intensifica a desconfiança gerada pelas exibições recentes, nos amistosos contra Holanda e Romênia.

Brasil - 0 - Julio Cesar; Daniel Alves, Lúcio, Thiago Silva e André Santos; Lucas Leiva, Ramires (Elano), Paulo Henrique Ganso e Robinho (Fred); Neymar e Alexandre Pato (Lucas). Técnico - Mano Menezes.
Venezuela - 0 - Vega; Rosales, Vizcarrondo, Porozo e Cichero; Lucena, Rincón, Arango e González (Di Giorgi); Fedor (Maldonado) e Rondón (Moreno). Técnico - César Farías
Árbitro - Raúl Orosco. Cartões amarelos - Thiago Silva, Moreno e González. Renda e Público - Não disponíveis. Local - Estádio Ciudad de La Plata, em La Plata (Argentina).

Inter é campeão da categoria Junior do estado


O Inter confirmou a vantagem obtida no primeiro jogo com mais um placar elástico na tarde de sábado diante do Caxias. Com nova vitória sobre o time da Serra, a equipe de André Jardine se tornou campeã do Estadual de juniores. João Paulo (duas vezes), Lucas Roggia e Sasha marcaram os gols do 4 a 0, sob frio e chuva no Beira-Rio. Com o título, o Inter retoma a hegemonia, depois do bicampeonato de 2008 e 2009. Já o Caxias amarga o segundo vice-campeonato seguido – havia perdido para o Juventude em 2010. O destaque da partida foi João Paulo. Meia habilidoso, camisa 10, mostra que tem faro de artilheiro. Agudo, não se contenta em armar. Também entra na área para finalizar. Marcou dois gols na decisão e sofreu o pênalti convertido por Sasha.

Libertadores; final será dia 10

Mais uma vez a final da Copa Libertadores do Nordeste foi transferida. O jogo final ficou pra o próximo domingo, dia 10 de Julho em Nova Roma do Sul. As condições ruis do gramado, que está encharcado por causa das últimas chuvas, e o tempo ruim que permanece na região foram os motivos do cancelamento.Será mais uma semana para se conhecer o campeão deste ano da região. Por outro lado os times ganham mais alguns dias para recuperarem jogadores e terem o melhor para a grande final.

Cerâmica 1 X 0 Brasil de Farroupilha, e ao final pancadaria

O Cerâmica está muito perto da elite do Gauchão. Neste sábado, com frio, chuva e campo embarrado, o time de Gravataí bateu o Brasil de Farroupilha por 1 a 0, no Estádio Vieirão. O único gol da partida foi marcado por Djair, capitão do time de Gravataí, na segunda etapa. Com o resultado, o Cerâmica foi a nove pontos e o Brasil permaneceu com cinco. Faltando duas rodadas para o fim do quadrangular final, o time de Gravataí estará na primeira divisão do Gauchão 2012 com um empate entre Juventus e Avenida em Santa Rosa. 
A nota triste do jogo ficou para a pancadaria no final. Assim que terminou o jogo, os jogadores do Brasil cercaram o árbitro Márcio Chagas para reclamar. Os ânimos se exaltaram, e os soldados da Brigada Militar repeliram os jogadores do time de Farroupilha com cassetetes e spray de pimenta. 
Font:e:CLICESPORTES