quinta-feira, 31 de janeiro de 2019

Veranópolis: Confira o relato em súmula de Anderson Daronco no jogo VEC X Inter



Confira o que o arbitro Anderso Daronco relatou em súmula, e que virou notícia em todo o Brasil, podendo inclusive gerar problemas para o Pentacolor. Além de não fazer uma boa arbitragem Daronco parece ter exagerado um pouco em suas colocações. Confira:

- RELATO QUE O DIRETOR DA EQUIPE DO VERANÓPOLIS, SR. ADEMIR BERTOGLIO, POR DIVERSAS OPORTUNIDADES DURANTE O 1 TEMPO E TAMBÉM DURANTE O 2 TEMPO, PROFERIU DIVERSAS PALAVRAS CONTRA A EQUIPE DE ARBITRAGEM, COMO "LADRÃO", "VAGABUNDO", "TUDO CONTRA NÓS". O MESMO ESTAVA LOCALIZADO EM UMA ÁREA ATRÁS DO BANCO DE RESERVAS DA EQUIPE DO VERANÓPOLIS E QUE TEM ACESSO AO VESTIÁRIO DA MESMA EQUIPE. AO SER INFORMADO QUE SERIA RELATADO TAL FATO, O MESMO SE RETIROU DESTA ÁREA. - RELATO, QUE APÓS O TÉRMINO DA PARTIDA, QUANDO JÁ NOS ENCONTRÁVAMOS NO VESTIÁRIO, O DIRETOR DO VERANÓPOLIS, SR VILSON RONCATTO, INVADIU O VESTIÁRIO DA ARBITRAGEM, PARA PROTESTAR CONTRA UMA DECISÃO DA ARBITRAGEM MOSTRANDO O SEU CELULAR, DIZENDO: "OLHA ISSO DARONCO". NESTE MOMENTO, SOLICITEI QUE O MESMO SE RETIRASSE DO VESTIÁRIO. o MESMO NÃO SAIU E AINDA ASSIM DISSE AS SEGUINTES PALAVRAS: "UM ERRO NÃO COMPENSA O OUTRO, MAS JÁ QUE TU NÃO DEU PENALTI, QUE NÃO EXPULSASSE O NOSSO JOGADOR". NOVAMENTE, SOLICITEI QUE O SR. VILSON RONCATTO SE RETIRASSE DO VESTIÁRIO E O MESMO SAIU DO AMBIENTE. - RELATO TAMBÉM, QUE APÓS ESTE INCIDENTE, OUTRA PESSOA COM CAMISETA DO VERANÓPOLIS, MAS QUE NÃO FOI POSSÍVEL IDENTIFICAR PELO NOME, TEVE ACESSO PELO CAMPO DE JOGO E JUNTO ÀS ESCADAS DE ENTRADA DO NOSSO VESTIÁRIO, COMEÇOU A AMEAÇAR A EQUIPE DE ARBITRAGEM E PROFERIR AS SEGUINTES PALAVRAS: "LADRÃO, VAGABUNDO, TU MERECE MORRER SEU FILHO DA PUTA, NÓS VAMOS MATAR VOCÊS, VOCÊS SÃO COMPRADOS PELO INTERNACIONAL, SEU LADRÃO DE MERDA, VOCÊS VÃO VER". FOI SOLICITADO QUE O MESMO SE RETIRASSE DESTE LOCAL E O MESMO SE NEGAVA A SAIR, ESTANDO JUNTO AS ESCADAS E PRÓXIMO A PORTA DE ACESSO DO VESTIÁRIO DA ARBITRAGEM PELO CAMPO DE JOGO. QUANDO FALAMOS EM SOLICITAR A PRESENÇA DO POLICIAMENTO O MESMO SE RETIROU. 

Veranópolis:VEC buscou o empate contra o Inter em partida muito disputada

Fotos: MasterLynK
Na quarta-feira à noite, no ADF, o Veranópolis Esporte Clube foi forte, aguerrido e bravo, mesmo com 10 homens empatou com o Internacional em 1 x 1. 


O time que o técnico Sananduva mandou a campo, deu resposta positiva, e enfrentou o colorado bem postado e com determinação. Foi um jogo bom de se ver, e as chances de gol surgiram para os dois lados fazendo com que a partida se tornasse disputada do inicio ao fim. O VEC perdeu oportunidade, teve penalidade a seu favor não marcada e jogador expulso, mas não perdeu a maneira de jogar que foi escolhida pelo técnico Sananduva, mesmo depois de ter Pierre fora do jogo por lesão, e ter que fazer uma mexida total na zaga. 
O inter saiu na frente com gol marcado por Nico Lopez, e o empate veio dos pés de Macena, depois de uma grande jogada de Juba, no meio disso aconteceu uma penalidade para o Internacional cobrada por Sobis e defendida pelo goleiro Reynaldo. Este foi o terceiro empate Pentacolor em casa, e consequentemente o terceiro ponto, o que significa que é necessário buscar pontos fora de casa. O craque do jogo Ótica Visual/96,1 Fm foi Rafael Macena que recebeu o troféu do jogo. A próxima partida Pentacolor será contra o São José em Porto Alegre no próximo domingo. 


FICHA TÉCNICA 
Local: estádio Antonio Davi Farina, em Veranópolis (RS) 

Árbitro: Anderson Daronco Auxiliares: Lucio Beiersdorf Flor e Michael Stanislau Cartões amarelos: Kaio (VEC), Juba (VEC), Fabrício (VEC) Cartões vermelhos: Kaio (VEC) 

Gols: Nico López, do Inter, aos 29 min. do segundo tempo; 
Rafael Macena, do Veranópolis, aos 35 min. do segundo tempo. 

VERANÓPOLIS: Reynaldo; Vinícius Bovi, Geninho, Pierre (Lito) e Jadson; Fabrício, Kaio, Talles Cunha (Everton Dias) e Túlio Renan (Juninho); Juba e Rafael Macena. Técnico: Sananduva 

INTERNACIONAL: Marcelo Lomba; Bruno (Sarrafiore), Rodrigo Moledo, Victor Cuesta e Iago; Rodrigo Dourado, Edenílson, D'Alessandro (Rafael Sobis), Nico López e William Pottker (Neilton); Tréllez. Técnico: Odair Hellmann

terça-feira, 29 de janeiro de 2019

Veranópolis: Anderson Daronco apita VEC X Inter. Confira a arbitragem da rodada



O arbitro do jogo Veranópolis X Internacional será Anderson Daronco que recebeu dia 17 de Janeiro, em cerimônia oficial na FGF, o escudo da FIFA. O arbitro gaúcho é um dos principais nomes da arbitragem nacional, e agora podendo apitar jogos internacionais. Vamos torcer para que Daronco possa fazer uma grande arbitragem no jogo desta quarta-feira.

Confira aqui a escala de arbitragem para a rodada do gauchão 2019 - confira aqui a arbitragem da rodada

segunda-feira, 28 de janeiro de 2019

Veranópolis: Opinião - VEC precisa agir rápido.


Vamos começara assim, o Veranópolis não está fazendo um bom campeonato, e precisa urgentemente melhorar sua pontuação. Colocado isso, é importante ressaltar que o time busca em campo o melhor resultado, mas não consegue, e isso se deve a o grupo reduzido que tem, a meia-dúzia de lesões em jogadores que talvez pudessem resolver, e a alguns jogadores que não estão dando resposta no que o VEC acreditava que pudessem, e que por isso foram contratados. Somando-se a isso um pouco de falta de sorte, o resultado é o que estamos vendo e acompanhado. Vejam bem, não que as outras equipes estejam anos luz na frente do Pentacolor, ao contrário, estão iguais ou abaixo, mas é o momento que o time vive. Aí vem a pergunta; o que fazer? Parte da resposta foi dita pelo técnico Sananduva na coletiva de domingo à noite, trabalhar, fechar a boca e trabalhar...ok, esta é parte da resposta, a outra parte se divide em algumas colocações importantes. Primeiro, dá para recuperar os lesionados a tempo? O grupo que sobra tem condições de reverter uma situação, que ainda não existe de desespero, e de retomada forte? Quem deve responder isso é a direção de futebol, o técnico e sua comissão, o diretor de futebol e o gerente do clube, pela ordem, Dirceu Paulo Salla e Ademir Bertoglio. Constatado que é possível, toca o barco e luta para chegar a uma melhor pontuação. Caso contrário deverá acontecer um encontro com os presidentes e abrir o jogo, falar honestamente dos problemas, e buscar as soluções. Pela experiência em acompanhar campeonatos gaúchos desde 1992, aprendi que não é fácil, vi medo, vacilo e também coragem, acertos e erros, mas principalmente um clube que não se entrega ao primeiro obstáculo. No meu ponto de vista o grupo é deficiente, faltam alguns atletas que possam dar resposta adequada, e aí só tem uma coisa a fazer, buscar. O Veranópolis Esporte Clube vai ter que mexer no bolso? Sim, é consequência de uma campanha que deixa a desejar. Lembro a você torcedor que o VEC nestes anos conquistou amizades dentro do futebol, e quem sabe agora é hora de pedir ajuda. Mas isso tudo, se for constatado que o grupo não conseguirá reverter uma situação que agora, neste momento, ainda não é desesperadora, mas que pode se tornar no decorrer dos jogos do campeonato. Ação rápida e eficaz, é assim que se pensa o futebol. 
Quanto ao Sananduva? Continuo confiando no trabalho dele, penso que tendo peças para serem usada em campo, o seu potencial pode aparecer cada vez mais. Era isso por hoje. Não esqueça que quarta-feira a 19 horas e 15 minutos tem VEC X Inter no ADF.

Veranópolis: Empate do VEC contra o Aimoré, terceira partida e segundo ponto

Fotos: MasterLynK
No último domingo, o Veranópolis Esporte Clube jogou sua terceira partida no Campeonato Gaúcho de 2019. O adversário foi o Aimoré de São Leopoldo, e o jogo terminou em um empate com o placar de 1 X 1. 
Na partida o Aimoré pouco fez, e o Pentacolor teve todas as iniciativas, buscou o gol, trabalhou de forma ofensiva e bem postado no seu setor de retaguarda. O VEC criou, e não converteu, talvez por azar, bem mais por falta de competência, ou mesmo por nervosismo. Foi o segundo empate emcasa neste campeonato, e um time diferente do que jogou contra o Novo Hamburgo. 
Logo no começo do jogo Sananduva perdeu Taiberson que saiu lesionado, um problema no ombro. Mais um jogador no DM, e o grupo reduzido sofre com as carências. No lugar de Taiberson entrou Tulio Renan que acabou sendo escolhido o craque do jogo, e recebeu o troféu Ótica Visual/96,1 FM. Outro destaque do jogo foi Tales Cunha que buscou o jogo e tentou organizar os ataques do Pentacolor. No contexto geral o Veranópolis num todo foi melhor, mas não conseguiu transformar a superioridade em gols, marcou com Rafael Macena que entrou no segundo tempo no lugar de Patrick, mas acabou sofrendo o gol de empate aos 40 da segunda etapa de penalidade máxima, cometida pelo zagueiro Pierre quando em uma cobertura a bola bateu em seu braço, o gol do Aimoré foi de Elias. 
Logo em seguida o VEC perdeu mais um gol atravez de Juba que tentou um voleio na pequena área adversária, mas a bola foi por cima da goleira de Pitol. O goleiro do Ídio Capilé já avia realizado uma grande defesa no jogo, em mais uma oprtunidade perdido pelo Timaço do Peito. No jogo também, mais no fianl, aconteceu muita reclamação por parte do VEC para com a arbitragem, e nestas reclamações mais acintosas, o técnico Sananduva foi obrigado a deixar o campo pois um mebro da comissão técnica, seu auxiliar Luciano Sobrosa. 
Ao final restou o descontentamento pelo resultado, e a expectativa de melhora nas próximas partidas, e principalmente de soma de pontos para sair da parte de baixo da tabela de classificação.


Ficha Técnica
VEC: Reynaldo, Vinicios Bovi, Geninho, Pierre e Jadson. Fabricio, Taiberson, Caio e Tales Cunha. Juba e Patric. Jogaram ainda: Tulio Renan, Raphael Macena e Everton Dias. Técnico: Sananduva

Aimoré: Pitol, Jean, Renato, Douglão e Henrique Ávila. Tôto, Parrudo, Leandro Canhoto e Elias. Ricardo Verza e Marco Antônio. Jogaram ainda: Gustavo Xuxa, Vagner e Rafael Franco. Técnico: Gelson Conte

Gols: Raphael Macena(VEC) e Elias(Aimoré) 

Arbitragem: Daniel Soder com André Bitencurt e Fabricio Bassegio

sexta-feira, 25 de janeiro de 2019

Veranópolis: Daniel Soder apita VEC X Aimoré



Vem aí mais uma rodada do gauchão 2019, e o compromisso será em casa contra o Aimoré. Depois dos dois primeiros resultados, empate e derrota, o jogo de domingo às 19 horas ganhou contornos de muita importância. Para este jogo o arbitro que terá a responsabilidade de conduzui o confronto será Daniel Soder. Natural de Santa Cruz e residindo em Venâncio Aires, árbitro de 39 anos Daniel Soder já apitou outros jogos do VEC, inclusive contra o Internacional. 

Confira aqui a escala de arbitragem para a segunda rodada do gauchão 2019 - confira aqui a arbitragem da rodada

quinta-feira, 24 de janeiro de 2019

Veranópolis: Ingressos já estão a venda para VEC X Inter


Os ingressos para o confronto VEC x Inter que ocorrerá no ADF dia 30/01 (quarta-feira) às 19:15 já estão à venda.

Valores:
Antecipado: R$ 50,00 | Meia-entrada R$ 25,00 (para idosos e estudantes; somente na Palugana)
Na hora: R$ R$ 70,00 | Meia-entrada R$ 35,00 (para idosos e estudantes; somente na Palugana)
Crianças até 12 anos não pagam.

Pontos de Vendas:
Vila Flores
Posto das flores
Supermercado Mascaron

Nova Prata
Loja Atitude
Posto Shell Center

Nova Bassano 
Consulado do Inter 
Incorpore Informática

Nova Araçá 
Consulado do Inter 
Farmácia Odilon

Parai
Consulado do Inter - 999230027
Açougue Mareb

Casca
Consulado do Inter

Água Santa 
Consulado do Inter

Veranópolis 
Consulado do Inter - 991138069
Brava 
Posto Perachi 
Palugana

MasterLynK

Veranópolis: Desligou por que? VEC perdeu em Novo Hamburgo

Fotos: MasterLynK
O segundo jogo do Pentacolor no gauchão de 2019 foi de apagão, conversa no vestiário e constatações. O jogo começou igual, com o VEC fechando espaços e buscando jogar quando com a bola, e de repente, tudo parou e o time começou a bater-cabeça, abriram-se espaços e o adversário faz um gol, mas poderia ter feito mais. 

O intervalo veio em boa hora, pois o vestiário fez bem aos jogadores, ou o técnico Sananduva fez bem a eles. Na segunda etapa o time mudou de postura, como pediu o treinador, e fez o segundo tempo de outra forma. O gol de empate não saiu, mas as chances apareceram e o Novo Hamburgo não conseguiu repetir o primeiro tempo. O que restou para o Veranópolis foi amargar uma derrota, e principalmente colocar na balança o que foi feito até agora e mudar o rumo do time. 


A primeira coisa a fazer e detectar o porque alguns jogadores se desligam, não participam da partida de forma adequada como pede o treinador, e mesmo começando em bom ritmo perdem o foco e não produzem bom futebol. O jogo de domingo contra o Aimoré, depois de dois jogos sem pontuar da forma esperada, apenas um ponto contra o Avenida, tornou-se uma partida de extrema importância e de busca pelos três pontos, mudando a equipe ou não. 

O clube que a 25 anos frequenta a elite do futebol gaúcho, coloca nos pés deste grupo de jogadores o futuro do futebol regional, do representante no gauchão tão festejado neste tempo todo, e cobra sim, mais entrega, determinação e futebol, pelo qual foram contratados. 

O que se espera de agora em diante são resultados positivos, mesmo sabendo que jogos difíceis vem aí pela frente. 
No jogo de quarta-feira em Novo Hamburgo, o craque do jogo 96,1FM/Ótica Visual foi novamente, como no primeiro jogo, o atacante Juba. Ele recebeu seu segundo troféu nesta temporada. O próximo jogo do Pentacolor será domingo no ADF às 19 horas contra o Aimoré.

Ficha Técnica

Local: Estádio do Vale, em Novo Hamburgo (RS)

Novo Hamburgo: Gustavo; Osvaldir, Fred, Luis Gustavo e Neuton; Amaral, Felipe Profeta (Éder Paraguai) e Mossoró; Juninho, Héctor Bustamante (Kelvin) e Paulinho Simionato (Leandro Cearense). Técnico: Bolívar

Veranópolis: Reynaldo; Lito, Pierre, Geninho e Jadson; Fabrício Lusa, Everton Dias (Túlio Renan) e Juninho (Talles Cunha); Taiberson, Macena(Patrick) e Juba. Técnico: Sananduva.

Arbitragem: Jean Pierre Lima, auxiliado por Elio Nepomuceno de Andrade Júnior e Max Augusto Guimarães Vioni.
Gol: Mossoró 39′ 1T
Cartões amarelos: Gustavo (NH); Lito (VEC)

segunda-feira, 21 de janeiro de 2019

Veranópolis: Jean Pierre Lima apita Novo Hamburgo e Veranópolis


Chegou a hora de estrear fora de casa, e depois do empate no primeiro jogo, agora é hora de buscar pontos fora de casa. O Veranópolis vai a Novo Hamburgo no Estádio do Vale, enfrentará o time da casa que na estreia perdeu para o Grêmio. Para esta partida o responsável pela arbitragem será Jean Pierre Lima, arbitro já conhecido no futebol gaúcho e nacional. Não é a primeira vez que ele atua em jogo do VEC, e tem toda a competência necessária para conduzir o jogo do campeonato que marca a primeira partida do Pentacolor fora de casa.

Confira aqui a escala de arbitragem para a segunda rodada do gauchão 2019 - confira aqui a arbitragem da rodada

domingo, 20 de janeiro de 2019

Veranópolis: Pentacolor empatou na estreia, e agora encara o Novo Hamburgo na quarta-feira

Fotos: MasterLynK


Se não foi a estreia dos sonhos, com a vitória, foi jogo da soma do primeiro ponto, e em primeiro lugar, se não der para vencer, o não perder é importante. Assim o VEC marcou um ponto, perdeu dois que deverão ser recuperados no decorrer do campeonato. 

O início do Pentacolor não foi bom, demorou um pouco para se encontrar em campo, e assustou seu torcedor que viu Marcos Paraná, ex-VEC, marcar seu primeiro gol no campeonato deste ano. Depois do baque inicial, o Veranópolis foi aos poucos equilibrando o jogo até chegar a uma leve superioridade.

O Pentacolor chegou ao empate ainda na primeira etapa, o gol veio dos pés do capitão Juba, que de penalidade máxima chegou a igualdade no marcador. O gol foi aos 39 minutos, e a falta se originou de um voleio do lateral Jadson, com a bola indo em direção ao gol, e parando na mão de Mauricio. 


A penalidade causou uma reclamação muito grande por parte de jogadores e direção do Avenida. No decorrer da primeira etapa o jogo foi muito truncado, muitas faltas e reclamações, como consequência cartões amarelos e a expulsão de um membro da comissão técnica e, como está no regulamento, o técnico do Avenida Fabiano Daitx também teve que sair. O jogo na primeira etapa, em virtude das paralisações e reclamações se estendeu até os 52, quando finalmente Éder Zanella apitou seu final. Na segunda etapa o VEC teve bons momentos e também dificuldades, mas poderia ter saído sim com a vitória. Juba acertou a trave, Geninho o travessão da meta do goleiro Andrey e Patrick, que entrou na segunda etapa, obrigou o goleiro a fazer boa defesa.


No decorrer da partida deu para ver que o VEC ainda sofre com alguns problemas, o que não é novidade para uma equipe em construção, especialmente a questão das bolas de ligação direta, sem passar pelo meio campo, e os erros de passes. Como esses são problemas de equipes novas, e o VEC monta uma a cada ano, vai ter que acertar no decorrer da competição. 

Para o próximo jogo, contra o Novo Hamburgo no Estádio do Vale, o técnico Sananduva ganhara jogadores que não puderam atuar neste primeiro jogo, o que abrirá alternativas que não puderam ser usadas na estreia. Porta tanto, todos sabem; como o campeonato é curto, a soma de pontos é fundamental e serão necessários pelo menos 13 para atingir o primeiro objetivo. O craque do jogo escolhido pela equipe de esportes da 96,1 FM, e que recebeu o troféu da Ótica Visual foi Juba, o autor do gol Pentacolor.


Ficha Técnica

Local: Estádio Antônio David Farina, em Veranópolis

Data: 19 de janeiro de 2019, sábado
Horário: 19 horas 

VERANÓPOLIS
Reynaldo; Lito,Negretti, Geninho e Jadson; Kaio, Everton Dias, Juninho (Talles Cunha); e Taiberson (Túlio Renan), Juba, Macena (Patrick). Técnico: Sananduva 

AVENIDA
Andrey; Felipe Cordeiro, Luís Henrique, Claudinho e Roger; Jô, Carlinhos, Tito (Mateus), Marcos Paraná (Alexandre) e Maurício; Flávio Torres (Welder). Técnico: Fabiano Daitx

Gols: Marcos Paraná (Avenida) - 13 min/1ºT; Juba (Veranópolis) - 40 min/1ºT

Cartões amarelos: Jadson, Taiberson, Everton Dias (Veranópolis); Jô, Tito, Marcos Paraná, Maurício e Carlinhos (Avenida)

Arbitragem: Eder Zanella, com Maurício Coelho Penna e Claiton Timm