sábado, 1 de outubro de 2011

Balada antes do não: conheça os momentos que antecederam negativa de Mário à Seleção


As cinco horas da madrugada de segunda-feira que antecederam a renúncia de Mário Fernandes à Seleção Brasileira foram movimentadas. Em um só momento o jogador convocado deu mostras que tomaria a decisão que surpreendeu o país inteiro.
A delegação do Grêmio desembarcou de Florianópolis por volta das 23h30mim de domingo, 24. Autor do primeiro gol dos 2 a 1 sobre o Avaí, Mário tinha razão em chegar tranquilão, vivia um bom astral com a convocação e recém comemorara seus 21 anos, uma semana antes, no dia 19 de setembro. Do Salgado Filho, Mário pegou carona até o seu apartamento, na rua Luís de Camões, no bairro Santo Antônio.
Mal chegou em casa e, às 2h, foi para o bar Be Happy, na rua João Alfredo, na Cidade Baixa. Estava com o atacante Leandro e namorada. Na entrada, disse brincando a um amigo:
— Amanhã (segunda-feira) vocês vão ouvir falar de mim.
Ou seja, Mário já havia tomado a decisão. Ele ocupou um camarote, ao lado do palco, como costuma fazer. Escolhe a mesa mais próxima dos músicos, mas nem a ocupa. Fica de pé, na parede, não dança, só observa o ambiente.
Em dias de grande movimentação ali cabem cerca de 600 pessoas. Tocavam Klaus Neher e Jonathan & Matheus, pessoal do sertanejo universitário. Havia pista cheia.
Mário Fernandes foi um dos últimos a sair, perto das 5h30min. Um carro o apanhou na porta do bar.
Às 5h, Cauê Machado, filho do empresário Jorge Machado, chegou ao apartamento de Mário. Tinha a missão de acordá-lo e levá-lo para pegar o voo até Belém, onde a Seleção Brasileira se apresentaria para o amistoso contra a Argentina.
Cauê não encontrou Mário Fernandes e ligou para o pai:
— O Mário não está aqui. Não apareceu.
Jorge Machado saiu de casa na zona norte de Porto Alegre e correu até a Luís de Camões, no edifício de seis andares, de cor bege, e subiu ao quinto andar, onde mora Mário Fernandes. O jogador chegou logo em seguida. Foi quando falou com convicção: estava decidido a não viajar para jogar pela Seleção.
Permaneceram no apartamento discutindo. Machado tentou dissuadi-lo, disse que seu preço no Exterior perderia valor, que ficaria marcado para sempre na carreira. Confira o desfecho da história na reportagem completa, na edição deste domingo de Zero Hora.
Fonte: ClicRBS

Copa a perigo: entenda os entraves que podem deixar o Beira-Rio fora do Mundial


Desde 24 de junho, a aflição é medida em cimento no Beira-Rio. Enquanto o contrato com o Inter é discutido nos escritórios da Andrade Gutierrez, nenhuma máquina ou operário transita pelo estádio escolhido para sediar a Copa de 2014. A paralisação se transforma em temor e em agitação nos gabinetes. O perigo iminente de perder a Copa das Confederações, em 2013, e especialmente o risco crescente de o estádio colorado ser riscado do mapa do Mundial determinaram um forte movimento político. Até a presidente Dilma Rousseff pressiona a construtora mineira a retomar o quanto antes a reforma. A bola está com a Andrade Gutierrez. Só depende dela, agora, a retomada das obras no Beira-Rio. Os termos do contrato, depois de meses de discussão, foram ajustados. A questão é que os cálculos foram refeitos pela construtora e descortinaram números pouco animadores. Bem diferentes daqueles estimados no início das conversas. O que faz a Andrade Gutierrez buscar parceiros no mercado para bancar a obra. Essa procura retarda a assinatura do contrato e o reinício das obras. E deixa Inter e as cúpulas dos governos estadual e municipal em polvorosa.

– É um negócio espremido, pode até dar lucro. Mas para isso precisará ter, nos 20 anos de contrato, aproveitamento perto de 100% das áreas a serem locadas – explica uma fonte ouvida por ZH, que pediu para não ser identificada.
As áreas citadas acima são os 125 camarotes e sky box, as 5 mil cadeiras VIPs, as 3 mil vagas de estacionamento e os 5,7 mil metros quadrados de lojas. A exploração delas por duas décadas ficará a cargo da construtora. É o pagamento pelo investimento de R$ 264 milhões na reforma do estádio.
Construtora promete fazer a reforma em 15 meses
A empresa minimizou o atraso. Salvaterra teria garantido a execução da obra em 15 meses. Comparou a engenharia para a reforma do estádio com “Lego”. As estruturas seriam todas modulares, produzidas fora do Beira-Rio, em recinto fechado, e instaladas com qualquer clima. Também garantiu dispor de R$ 100 milhões em caixa para a obra – sendo R$ 26 milhões da venda dos Eucaliptos. Estaria em busca de R$ 190 milhões no mercado. No encontro, a Andrade Gutierrez garantiu já atuar na reforma. Cerca de 40 pessoas, entre engenheiros, arquitetos, contadores e advogados, trabalham visando à reforma do estádio do Inter em uma casa alugada transformada em QG. Na quarta-feira, Luigi passou a tarde reunido com executivos da construtora. O assunto ocupa quase que 24 horas do seu dia. O presidente se desculpa e evita se aprofundar. Diz se tratar de um momento decisivo para assinatura do contrato. O que deve acontecer, segundo pessoas ligadas à direção, antes do sorteio da Copa das Confederações, dia 20, em Zurique.

– A construtora assumiu um compromisso com o Inter de fazer a reforma do estádio para a Copa. E a Fifa sabe quem é a Andrade Gutierrez – limitou-se a comentar Luigi.
Enquanto isso, o Grêmio age. Na sexta-feira à tarde, na sede carioca da Fifa, o diretor da Grêmio Empreendimentos, Ricardo Gothe, e o diretor de marketing do clube, Paulo Cesar Verardi, mostraram ao diretor executivo Jay Neuhaus o estágio da construção da Arena, inscrita para ser Campo Oficial de Treinamentos. Neuhaus aceitou o convite para visitar as obras do novo estádio no final de outubro.
Fonte: ClicRBS

II Copa Integração Regional de Voleibol



Semi – Finais e Finais

Dia 02 de outubro de 2011(domingo)

Local: Ginásio Municipal de Esportes de Parai

08:30  hs – Jogo 01    Veranópolis ‘A’  x  Paraí  – Semi – final cat. Feminino
09:30  hs – Jogo 02    Veranópolis ‘B’  x  Cotiporã  Semi – final  cat.. Feminino
10:30  hs – Jogo 03    Marau  x  Nova Araça  – Semi – final  cat.Masculino
13:00  hs – Jogo 04    Veranopólis x Nova Prata – Semi – final  cat.Masculino
14:00  hs – Jogo 05  – Perdedor jogo 01 x Perdedor jogo 02 – 3º lugar Fem.
15:00  hs – Jogo 06  – Perdedor jogo 03 x Perdedor jogo 04 - 3º lugar Masc.
16:00  hs – Jogo 07  – Vencedor jogo 01 x Vencedor jogo 02 – Final Fem.
17:00  hs – Jogo 08  – Vencedor jogo 03 x Vencedor jogo 04 – Final Masc.

Campeonato Amador de Veranópolis, próxima rodada.


3 ª RODADA dia 08/10/2011 - sábado
13:30 - CRUZEIRO X NACIONAL - ESTÁDIO ALSEMIRO LAURINO GUZZO
15:30 - UNIÃO DO SUL X PORTOVIRO - ESTÁDIO ALSEMIRO LAURINO GUZZO
13:30 - IPIRANGA B X SANTA CLARA - ESTÁDIO DO IPIRANGA
15:30 - IPIRANGA A X VALVERDE - ESTÁDIO DO IPIRANGA
13:30 - PLANALTO A X ESTRELA D'ALVA - ESTÁDIO DO PLANALTO
15:30 - PLANALTO B X HALIANÇA - ESTÁDIO DO PLANALTO

MINIOLIMPíADA: CAMINHO DO SABER É CAMPEÃO NO FUTSAL MASCULINO



Título foi disputado por 14 escolas

A Prefeitura de Caxias, por meio da Secretaria do Esporte e Lazer (SMEL), realizou nesta sexta-feira, 30 de setembro, no Enxutão, a modalidade de futsal masculino da Miniolimpíada, que integra os Jogos Escolares Professor Luiz César dos Santos 2011.

Na final, a equipe da Escola Caminho do Saber derrotou o Colégio Murialdo Caxias por 3 x 0 e sagrou-se campeão. O terceiro lugar ficou com a Escola Professor Nandi e o quarto colocado foi o Colégio Murialdo Ana Rech. No total, 14 escolas participaram da competição no futsal masculino.

Na próxima terça-feira, 04 de outubro, será disputada a modalidade de basquete masculino, no Colégio Murialdo Caxias, a partir das 8h30min.

A Miniolimpíada Escolar está em sua terceira edição. Além de ser um evento esportivo, também pretende ampliar e incentivar ações que contenham intencionalidade educativa, pedagógica e relacional. 

Agenda Miniolimpíada:
04/10 – Basquete Masculino – Murialdo Caxias
05/10 – Handebol Masculino - Enxutão
06/10 – Basquete Feminino – Clube Juvenil
11/10 – Vôlei Masculino – Enxutão
11/10 – Vôlei Feminino - Enxutão


FOTOS: DANIEL RODRIGUES/SMEL