quinta-feira, 9 de agosto de 2012

Esportes de força crescem e despertam o interesse de muitos veranenses


Você já se imaginou puxando um carro ou levantando um pneu ou, até mesmo, puxando um caminhão? Pois é, dificilmente tenha pensando nisso, mas em Veranópolis muitas pessoas já pensam. Cada vez mais, os esportes de força ganham mais adeptos. Rafael Crestani foi um dos pioneiros, e hoje dezenas de jovens já pensam em fazer parte deste grupo.
                Mais do que um esporte, a prática de atividades físicas que utilizam a força são um exemplo de superação de limites, da busca por uma melhor qualidade de vida, saindo do sedentarismo e exigindo do atleta comprometimento e esforço.
                Em Veranópolis, uma Associação foi formada a fim de unir os ‘amantes’ desta modalidade esportiva. Além da Associação, a cidade ganhou a disputa de certames que evidenciam o esporte. Por trás disso tudo, eles auxiliam realizando campanhas sociais e beneficentes. São os grandes homens, mas de um olhar visionário, que vai além da quadra de competições.
                Conheça, nesta reportagem, um pouco mais sobre a caminhada para ser um atleta desta modalidade e como acontecem os campeonatos.
                No próximo dia 11, Veranópolis vai receber os maiores nomes do Powerlifting Brasileiro, uma vez que acontecerá o 1º Campeonato Brasileiro de Levantamento de Peso WABL, promovido pela Associação Veranense de Esportes de Força e Lutas. O evento é reconhecido pela World Association of Benchers and Deadlifters (WABDL) e pela Federação Gaúcha de Esportes de Força, contando com o apoio da Secretaria Estadual de Esporte e Lazer e da Fundergs e terá inicio às 10h, no Ginásio Poliesportivo Leonir Antônio Farina.
                O evento contará com disputas no Levantamento Terra, Supino e Agachamento com monolift, tanto no masculino quanto no feminino, separadas por categorias que variam de acordo com a idade e o peso dos atletas inscritos.
                Treinos e alimentação
                Muitos pensam que é fácil a rotina de um atleta que almeja praticar esportes que usam a força, mas isso não é bem assim. Este esporte exige bastante atenção e comprometimento do competidor. Os atletas são preparados e acompanhados por um profissional técnico desde o treinamento físico, com treinos diários de resistência, força, desenvolvimento muscular e aeróbico, até o acompanhamento alimentar, trabalhando com uma alimentação regrada e balanceada e com uma suplementação adequada para repor os nutrientes, vitaminas e sais minerais perdidos durante os treinos.
                Mas, o que é mesmo o Powerlifting?
                É o levantamento de peso básico, ou o levantamento de potência. É um esporte de força consistente, em três modalidades: o agachamento, o supino e o levantamento terra.
                Os equipamentos do levantamento básico seguem especi-ficações e são uma barra de aço, discos (ou anilhas) e colares (ou presilhas) para fixar os discos na barra. A barra deve medir 2,20m de comprimento e pesar 20 kg.
                Os discos são feitos de metal e têm os seguintes pesos: 0,250g, 0,5kg, 1,25, 2,5, 5, 10, 15, 20, 25 e 50 kg. Para a quebra de recordes, discos mais leves podem ser usados para conseguir um peso de, no mínimo, 0,5kg maior que o recorde existente.
                Agachamento - O levanta-dor põe a barra na altura dos ombros (por cima dos deltoides) — com ou sem ajuda de um auxiliar central — e abaixa-se até formar um ângulo de 90° nos joelhos; deve então reerguer-se e voltar à posição inicial.
                Supino - O levantador, deitado num banco, retira a barra dum suporte — com ou sem ajuda de um auxiliar central — desce-a até bem próximo aos músculos do peitoral; em seguida, reergue-a até a extensão dos cotovelos e retorna-a para o suporte.
                Levantamento terra - Uma barra com pesos é colocada no chão. O atleta abaixa-se, agarra a barra e eleva-a até que as pernas e costas estejam retas e na posição vertical, e o peito levantado. A barra é então devolvida ao chão, de uma forma controlada.
                Os atletas podem fazer três tentativas em cada prova para levantar a maior carga possível e o que tiver maior somatório no total é o vencedor; também há campeonato apenas para o supino.
                Em caso de empate, a vitória cabe ao atleta mais leve. Se mesmo assim o empate persistir, ganha aquele que tiver realizado o levantamento primeiro.
                Até 2010, a IPF reconhecia nove classes de peso femininas e dez masculinas, que eram:
masculino: até 56 kg, 60 kg, 67,5 kg, 75 kg, 82,5 kg, 90 kg, 100 kg, 110 kg, 125 kg e acima de 125 kg feminino: até 48 kg, 52 kg, 56 kg, 60 kg, 67,5 kg, 75 kg, 82,5 kg, 90 kg e acima de 90 kg.
Em 1º de janeiro de 2011, entretanto, as categorias foram reestru-turadas, sendo reduzidas para oito categorias femininas e nove categorias masculinas, que são:
                Masculino: até 59 kg, 66 kg, 74 kg, 83 kg, 93 kg, 105 kg, 120 kg e acima de 120 kg
                Feminino: até 47 kg, 52 kg, 57 kg, 63 kg, 72 kg, 84 kg e acima de 84 kg
                A IPF reconhece as seguin-tes faixas etárias para homens e mulheres: aberto (acima de 14 anos, sem mais restrições), pré-juvenil/subjúnior (14-18 anos), juvenil/júnior (19-23 anos), máster I (40-49 anos), máster II (50-59 anos), máster III (60-69 anos), máster IV (acima de 70 anos).
                Recordes são reconhecidos para cada categoria de peso e faixa etária.
                Veranópolis conta com uma Associação
                Em 2011, diante da necessidade de uma organização e divulgação maior deste esporte, foi criada a Associação Veranense de Esportes de Força e Lutas, idealizada por Rafael Crestani, Cristian Criveletto e Simone Cristina Ferrazzo. Com isso, deu-se inicio à organização dos campeonatos na cidade.
                Em junho de 2011, foi realizado o Campeonato Gaúcho de Supino e Levantamento Terra, com participação de mais de 100 atletas. Em dezembro do mesmo ano, foi organizado o Desafio Internacional de Supino, Levantamento Terra e Power Bíceps, com a participação de 150 atletas do estado e de várias regiões do país, contando com o apoio da Prefeitura Municipal, através da Secretaria de Esportes e Câmara de Vereadores.
                Para participar da Associação, os interessados devem fazer a prática do esporte e participar das ações sociais que a mesma realiza. Segundo Crestani, os associados estão sempre engajados nas atividades sociais do município, tais como doação de livros, revitalização da horta do Lar dos Idosos, doação de suprimentos e roupas, arrecadação de doces para as crianças de Projetos Assistenciais, participação na promoção Cartinha do Papai Noel e muitas outras.
                Com a criação da Associação, foi formada uma equipe de competição que, além de participar ativamente da organização dos campeonatos, compete em certames estaduais, nacionais e sul americano de levantamento de peso, e também nas competições de Strongman.
                A equipe atualmente é formada pelos atletas: Rafael Crestani, Simone Ferrazzo, Emerson Matana, Bruno Rastelli, Gustavo Crestani, Eduardo Domeneghini, Andre Lopes Brum, Rodrigo Basso Bareta, Cristian Criveletto e Nicolas Gabriel, que tem apenas 16 anos e já é considerado uma grande promessa do esporte.
                Centro de Strongman
                Veranópolis conta também com o Centro Gaúcho de Treinamento para Strongman, esporte este em que os competidores buscam demonstrar sua força numa série de testes de diferentes formas. Strongman é um termo que começou a ser utilizado no século XIX, para referir-se às exibições de força em circos, feiras, etc. (o mesmo termo era usado antes para o halterofilismo e o levantamento de peso básico).
                O strongman é um dos esportes mais completos, no qual se usa a força, resistência, velocidade e habilidade para levantar, arrastar, transportar, entre outros, objetos de formas irregulares.
                Crestani cita alguns exemplos:
                - Levantamento terra com barris. Deve-se praticar o levantamento terra em um carro em que são colocados barris com muito peso.
                - Yoke race. Uma cangalha, composta de uma barra com dois pesos (por vezes refrigeradores), pesando cerca de 400 kg, deve ser carregada nos ombros por uma determinada distância. Tombamento de pneu. Um pneu de trator, de 300 kg ou mais, é colocado em pé e tombado certo número de vezes, percorrendo a maior distância possível.
                -Truck/airplane pull (puxar, arrastar caminhão / avião). Arrasta-se um veículo pesado, caminhão ou avião, por uma distância de 75m, no menor tempo possível.
                - Atlas stones (pedras de Atlas). Os atletas devem colocar cinco grandes bolas de pedra, pesando entre 100 e 160 kg, desde o solo em elevações diferentes.
                - Manhood stones. Os competidores devem levantar pedras redondas pesando cerca de 225 kg, ou mais, por cima de uma barra de aproximadamente 1,22m de altura.
Curiosidade
                O atleta Rafa Crestani foi convidado a participar do Exponutrition, maior feira de suplementos do país, em São Paulo e no Rio de Janeiro, representando a cidade de Veranópolis e o único atleta do estado do RS, como um dos 10 homens mais fortes do Brasil, para realizar demonstrações de força e resistência.
Exemplo de superação
                O adolescente Nicolas Gabriel, de 16 anos, é um dos exemplos do grupo de competidores. Ele sofre de diabetes e busca no esporte o controle da doença. A cada prática esportiva o treinador aplica exames para o controle da doença. Além da prática, ele tem a alimentação controlada. O jovem já participa de competições.
Fonte: Jornal O Estafeta

Confira os gols impossíveis!