quarta-feira, 20 de julho de 2016

Veranópolis: Centro Esportivo da Palugana. Para skate e outros esportes. Uma boa idéia.


A rádio 96,1 FM destacou, e você acompanhou, que um grupo de veranenses está se mobilizando por meio das redes sociais para a realização de um manifesto na sexta-feira, dia 29 de julho, reivindicando a construção de uma pista de skate na cidade, já que a que existia foi destruída. Segundo as informações, a produção da rádio entrou em contato com o prefeito Spanhol e ele confirmou que o projeto para a construção da pista existe. Ela deverá ser instalada junto ao Estádio Alsemiro Laurino Guzzo, na Palugana. Além da pista, serão construídas também quadras para outras modalidades esportivas. Os recursos a serem investidos no valor de R$ 250 mil, são provenientes de emenda parlamentar do deputado Danrlei De Deus (PSD), porém devido ao período eleitoral, não poderão ser iniciadas obras neste período. Colocado isso, vem uma preocupação. Sempre defendi e é uma bandeira que carrego, para que a Palugana, ou seja o Estádio Alsemiro Laurino Guzzo seja transformado em um centro esportivo, contemplando todos, ou pelo menos a maioria dos esporte possíveis, espaço para isso existe lá, tanto na frente, como dentro e também atras no terreno todo que pertence a municipalidade. O que preocupa é construir alguma coisa somente para dar uma satisfação a população. Se isso acontecer ficará para sempre, e muito dificilmente uma estrutura melhor será erguida no local. Defendo que sim, seja construída a pista de skate, mas em um projeto adequado e duradouro, que possa ser referência regional, e que, volto a repetir, contemple o maior número de esportes possíveis. 
Não conheço o projeto, mas simplesmente quadras abertas sem a devida proteção não serão utilizadas adequadamente, e também é bom lembrar que o local também é utilizado para caminhadas por pessoas de todas as idades. Centro Esportivo da Palugana este é o caminho, se foi conquistada uma verba, outras poderão ser buscadas para especificamente este fim.

Veranópolis: Atleta veranense participou do Desafio Desbravadores - Etapa Guaporé/RS


Atleta veranense Jasmine Benato, sagrou - se campeã do Desafio Desbravadores (Etapa Guaporé), que ocorreu no último domingo. A prova foi dividida nas categorias Sport e Pró. Ela disputou a categoria Feminino Pró, percorrendo 45Km com 1.460m de altimetria acumulada passando por estradões e trilhas.
“Mesmo não tendo treinado na última semana em função das chuvas. Consegui liderar a prova do início ao fim, concluindo o percurso em 3h18min, com quase uma hora de vantagem da vice campeã Vera Fragomeni de Passo Fundo.” – comenta a atleta.
Jasmine já se prepara para as próximas provas no mês de agosto. No dia 07 estará na 3ª Rústica Cidade de Nova Prata e no dia 13 no 1º Contra Relógio da Acinp também em Nova Prata.
“Aproveito também para agradecer os meus patrocinadores/apoiadores: Academia Performance Fitness, Clube Caça e Pesca, Patos do Sul e Casa Natural.”

Veranópolis: Não vai mais. FGF complica, e VEC não vai disputar a Copa RS


Apesar do período de frio que estamos vivendo, mais um balde de água gelada foi colocado sobre as pretensões do Veranópolis Esporte Clube em participar da Copa RS, e do torcedor que estava começando a gostar da ideia.  Na terça feira já se notava algo de estranho na casa Pentacolor, conversas com portas fechadas e um zum zum zum de bastidores. Na noite, um recado deixava claro de que havia alguma coisa errada, até que na manhã desta quarta feira veio a notícia; o VEC não vai mais participar da Copinha. O time que estava sendo montado era de respeito, e dava a a sensação de que seria uma equipe competitiva, além de Eduardinho, Léo D'agostini e Claus, ainda estavam na mira do Pentacolor Jean Dias, Ronaldo, Matheus Santana e outros, jogadores que dariam uma importância muito interessante na participação do clube na competição. Mas, infelizmente os planos estão adiados, e o Veranópolis vai participar no segundo semestre apenas com o sub 19. Vamos aos fatos:
O Veranópolis lá no começo participaria do Sub 19, mas aguardava uma reunião que definisse a Copa RS. Colocou como confirmada a participação na competição de base, e depois de ouvir a FGF, resolveu também participar da copinha de 2016. O Pentacolor dentro do prazo, remeteu a confirmação de jogar a copinha, e pediu para não jogar a sub 19. Mas, como já avia confirmado a participação da sub19, e a tabela já estava pronta, a FGF determinou que o time deveria jogar as duas competições, ou senão, deveria optar somente pela sub 19 onde o time já estava inscrito. Segundo a direção Pentacolor, aconteceu o protesto, e o VEC pediu para poder optar em jogar somente a Copa RS, mas a FGF negou, e não permitiu que o time mudasse de campeonato. A direção destacou a falta de recursos financeiros para poder participar dos dois campeonatos. 
O que se lamenta neste fato, é a pouca importância que a federação dá ao seu segundo campeonato oficial, demonstra assim que é um campeonato de pouco interesse e sem o valor necessário para o seu crescimento. A FGF dispensa a participação de um dos principais clubes do estado, e que estava querendo entrar por completo no futebol gaúcho, e não somente no Campeonato Gaúcho que é a principal competição do estado. Neste sentido, o Veranópolis Esporte Clube, já a algum tempo, demonstra a sua preocupação em dar continuidade ao ano, mas, como em todos os clubes profissionais precisa de um campeonato atraente e definitivo. Quem sabe isso sirva de exemplo de que precisamos no estado de uma mudança mais consistente no futebol, e competições que sejam valorizadas, que chamem a atenção do torcedor, da imprensa e de futuros patrocinadores. Quem sabe seja a hora de uma mudança no futebol do RS com campeonatos de ano inteiro. O que lamentamos nesse momento é o radicalismo no futebol.