domingo, 31 de julho de 2011

Mudança no Grêmio

Um comando técnico em ebulição. Depois de César Cidade Dias ter deixado o clube, o Grêmio confirmou na noite deste domingo que Antônio Vicente Martins pediu demissão do cargo de vice de futebol. A tendência é a de que Paulo Odone promova mudanças drásticas. José Simões deverá ser o próximo, e até o diretor executivo Alexandre Faria também corre risco. Indicado por Simões, Julinho perde força com a queda do assessor. Dependendo do resultado diante do Atlético-MG, quarta-feira, o treinador poderá ser demitido. Celso Roth é o nome mais forte para assumir o comando. Para a vaga de Vicente Martins, os mais cotados são Paulo Pelaipe e o presidente do Conselho Deliberativo Raul Régis de Freitas Lima ou até Francisco Rocha Santos, vice presidente do conselho de administração. Pesa contra Pelaipe o fato de já ter tido problemas de relacionamento com Odone. Ele assumiria a função, desta vez, com cargo remunerado. Alvo de críticas de conselheiros, Vicente Martins comunicou a Odone sua intenção de sair, após a derrota para o Flamengo, no Engenhão. A situação do dirigente ficou ainda mais fragilizada depois do anúncio de Wellington Paulista, do Palmeiras. O atacante não tem condições de atuar no clube gaúcho porque já atuou em duas competições com calendário Fifa na temporada. Vicente disse no sábado que consultou a situação do jogador e que este estaria apto para uma nova transferência – o que não se confirmou.

Inter não vence em casa

O Internacional empatou em casa em 0 a 0 com o Atlético-GO neste domingo, em partida válida pela 13ª rodada do Campeonato Brasileiro. Com o resultado, o time colorado chegou aos 19 pontos, enquanto o clube rubro-negro chegou aos 13 pontos. Esta foi a primeira partida do Inter no Brasileiro após a disputa da Copa Audi, na qual a equipe ficou em terceiro lugar após empates com Barcelona e Milan (a equipe perdeu para os catalães nos pênaltis, mesma maneira pela qual bateu os italianos). Se por um lado, o retrospecto no exterior tem sido bom, o desempenho do Inter em casa tem sido decepcionante. Essa foi a segunda partida seguida sem vitória em seus domínios - há duas rodadas, o time perdeu para o São Paulo.O lance inusitado. Aos 47 minutos do segundo tempo, Jô sofreu falta frontal, quando o Inter empatava em 0 a 0 contra o Atlético-GO, no Beira-Rio. Era a derradeira chance de tentar barrar a retranca oferecida pelo time adversário. Quando Kleber se preparava para a cobrança o árbitro Jaílson Macedo Freitas escutou a reclamação de Andrezinho, pela proximidade da barreira, e resolveu apitar o final – o que gerou tumulto e reclamações.

FICHA TÉCNICA
INTER 0Muriel; Nei, Índio, Moledo e Kleber; Elton (Jô, int.), Wilson Matias, Tinga (João Paulo, 43'/2°), Andrezinho e D'Alessandro; Guilherme Dellatorre (Luca Roggia, 29'/2°)
Técnico: Osmar Loss (interino)
ATLÉTICO-GO 0Márcio; Rafael Cruz, Gilson, Anderson e Thiago Feltri; Agenor, Bida (Ernandes, 34'/2°), Thiaguinho (Pituca, 14'/2°) e Vitor Júnior (Joílson, 25'/2°); Felipe e Anderson
Técnico: Jairo Araújo (interino)
Brasileirão – 13ª rodada – 31/7/2011Cartões amarelos: D'Alessandro (I); Agenor, Anselmo, Thiaguinho (A). Renda: R$ 122.820. Público: 12.163 (total). Arbitragem: Jaílson Macedo Freitas, auxiliado por Adson Márcio Leal e Adailton José Silva (trio baiano). Local: Estádio Beira-Rio.
Próximos jogos
Brasileirão
Fluminense x Inter – 04/08
Inter x Cruzeiro – 07/08
Independiente x Inter – 10/08