segunda-feira, 4 de setembro de 2017

Nova Prata: Resultados da 2ª Rodada do Amador 2017


Resultados da 2ª rodada do 20º Campeonato Municipal Amador de Futebol - Taça desportista Irineo Colla (Dinda):

ATLÉTICO IPIRANGA
2
X
3
F.C. SANTA CLARA NOVA PRATA
VILA SAPO F. C.
4
X
2
A.E.R. KALÁBIA
S.E.R. AMIGOS
2
X
1
E.C. MOREIRA DROGARIA IBIRAIARAS/LOTS ADVOCACIA
C.C.E. SÃO CRISTÓVÃO
1
X
1
A.E.R. FLAMENGO
CRUZEIRO E. C.
0
X
4
A.E.R. BRASIL
ASS. AMÉRICA DE FUTEBOL
1
X
2
NACIONAL S.S.

Jogos da próxima rodada, dia 10/09:

Kalábia
13:30 - F.C. SANTA CLARA NOVA PRATA X A.E.R. KALÁBIA
15:30 - E.C. MOREIRA X NACIONAL S.S.

CUSC
13:30 - S.E.R. AMIGOS X C.C.E. SÃO CRISTÓVÃO
15:30 - ATLÉTICO IPIRANGA X CRUZEIRO E. C.

Brasil
13:30 - VILA SAPO F. C. X A.E.R. BRASIL
15:30 - ASS. AMÉRICA DE FUTEBOL X A.E.R. FLAMENGO

Veranópolis: Sananduva foi anunciado como auxiliar de Julinho Camargo no VEC



Mais um rosto conhecido do futebol veranense é apresentado pelo Veranópolis Esporte Clube, visando a temporada de 2018. Sananduva, figura conhecida na casa Pentacolor volta para ser auxiliar técnico de Julinho Camargo. 
Como jogador, Sananduva que iniciou no VEC, passou pelo Internacional, F. C. Porto em 1999, 2000 e 2001, Al-Kuwait em entre 2003 e 2004, Missiniakos, na Grécia em 2007 e 2008, e até 2012 passou por Santa Cruz-RS, Inter de Santa Maria-RS, Aimoré-RS, Riograndense-RS entre outros. Como técnico, Sananduva passou por Santa Cruz do Sul e pelas categorias de base do Veranópolis Esporte Clube. Sananduva é uma pessoa preparada para a função, e vai ganhando cada vez mais experiência, para num futuro próximo, assumir um clube de futebol como treinador. A nota do VEC com o anúncio oficial da contratação de Sananduva é este: 

"Em processo de montagem da comissão técnica para o gauchão 2018 , a direção do VEC já anunciu o técnico Julinho Camargo e o preparador fisico Valdemar Fernandes, agora é a vez do anuncio do auxiliar técnico Vosmir Fabian ( Sananduva ). Ex atleta do clube e com passagens por equipes como S.C.Internacional e Porto ( Portugal ) e várias equipes do interior do estado como atleta profissional , Sananduva parou de jogar em 2012 no VEC onde foi campeão do interior , devido a uma lesão no joelho encerrou sua carreira de atleta . Em 2013 começou uma nova etapa na sua vida como treinador de futebol , tendo passado por equipes como Lageadense e Santa Cruz , e está de auxilair técnico no VEC desde 2016."

O FUTEBOL DO INTERIOR ESTÁ FALIDO - FONTE ATIVA FM


No domingo, dia 27, Nova Prata e Inter entraram em campo pela Copa Paulo Sant’Ana, em Veranópolis. Apesar de o horário ser de certa forma atrativo, 11h, havia mais gente em campo do que nas arquibancadas do estádio Antônio Davi Farina, visto que apenas 17 ingressos foram vendidos. Antes fosse essa uma exceção na principal competição do futebol gaúcho no segundo semestre do ano.


Mas não é. Dos 14 borderôs divulgados no site da Federação Gaúcha de Futebol (FGF) até o momento, em apenas quatro jogos o público foi superior a 100 torcedores.
Se levados em conta árbitros, reservas e comissão técnica, em pelo menos outras cinco partidas a torcida era inferior ao número de profissionais envolvidos nos duelos. E não há nenhum indicativo de que a situação vá melhorar a curto prazo.
Sobram justificativas para todos os lados, desde o pouco interesse do público, passando pelo parco espaço dedicado pela imprensa em geral para divulgar a competição. Mas o problema vai além.
“O país todo está em crise.
O país quebrado, o Estado quebrado, com salário parcelado.
Tu sai para ir ao jogo e pode ser assaltado.
Chega ao estádio e não pode tomar uma cervejinha.
Por outro lado, se fica em casa, há uma série de jogos passando na televisão”, observa o presidente da FGF, Francisco Novelletto.
Ao contrário do Campeonato Gaúcho, em que a Federação recebe uma verba pelos direitos de transmissão, a Copa Paulo Sant’Ana é deficitária por todos os lados.
Sem televisionamento e sem patrocinadores, a entidade não recebe um centavo.
De quebra, ainda arca com os custos de arbitragem de todas as partidas, um valor que gira em torno de R$ 1,6 mil por jogo.
De acordo com Novelletto, o prejuízo com o que se deixa de arrecadar beira R$ 1 milhão.
Se para a FGF a conta já não fecha, imagine a situação dos clubes.
Com públicos que dificilmente passam de 100 torcedores, todo jogo é um prejuízo.
Isso porque afora o que consta no borderô, existem ainda outros custos, como o pagamento de funcionários e até mesmo luz no caso de jogos noturnos.
Gerente executivo do Aimoré, Lucas Konrath calcula que cada vez que o clube abre o estádio Cristo Rei, o custo é de R$ 2 mil. Com uma folha salarial em torno de R$ 35 mil, não é difícil perceber porque a situação financeira da maioria dos clubes gaúchos está no vermelho. No caso do Aimoré, a direção recorre a alternativas fora de campo. Uma delas é o aluguel que recebe de uma empresa de telefonia por ceder o espaço a uma antena de telefone.
A lista de interessados em participar da competição tinha, inicialmente, 30 clubes, revela Novelletto. Com a proximidade do início, 18 desistiram, entre eles o Sapucaiense.
“O futebol do interior do Estado, com raras exceções, está falido”, comenta o presidente do clube, Chico Christianetti.
De acordo com o dirigente, não há interesse por parte dos patrocinadores, que sabem ser difícil obter retorno com tão pouca divulgação e tão pouco público.
O que, por consequência, torna inviável a participação dos clubes.
“Não posso disputar uma competição só para contentar os cento e poucos torcedores que vão ao estádio”, lamenta.
Sem um cenário otimista a curto prazo, para alguns clubes do Interior a saída tem sido a parceria com empresários, que arcam com os custos, mesmo sabendo do prejuízo.
Isso porque o retorno se dá com a negociação de jogadores, que ganham mais visibilidade.
É o caso, por exemplo, do Nova Prata, que conta com 11 colombianos no elenco.
“Já temos quatro negociações bem encaminhadas”, revela o gerente de futebol do clube, Eduardo Cappelari.

Texto de: Carlos Corrêa
Publicado por: Hilton Mombach/Correio do Povo
Foto: Bola murcha/ilustrativa

Fonte: Rádio ATIVA FM - Nova Prata

Fagundes Varela: Botafogo termina a primeira fase com derrota mas está na semifinal do sub17 da região



Em um jogo muito disputado o Botafogo de Fagundes Varela sofreu a primeira derrota em casa. Logo no início do jogo em uma bela jogada, o Botafogo abriu o marcador com Bernardo, mas não demorou muito, e em uma falha da zaga o Lajeadense empatou. Foram várias chances para os dois lados mas, em outra falha do Botafogo, em uma cobrança de escanteio, o lajeadense fez o segundo gol. A garotada do Botafogo continuou tentando e criando inúmeras chances, mas o empate não veio. Mesmo com a derrota, o Botafogo Sub17 está classificado para a semifinal.
O time da Estrela Solitária encerrou a primeira fase com 17 pontos. Foram 5 vitórias 2 derrotas e 2 empates, e agora a equipe fagundense aguarda o fechamento das rodadas para saber o adversário para a semifinal com jogos de ida e volta.
Quarta-feira o time enfrenta o atual líder do campeonato estadual Sub17, o Esportivo na Montanha dos Vinhedos, as 15:00h.

Vila Flores: Goleadas marcam rodada do Campeonato de Futsal


No sábado, dia 2, foi realizada a 8ª rodada do Campeonato Municipal de Futsal 2017 de Vila Flores. Os resultados foram: 
Hacker Club 2 X 5 Desimpedidos (partida pela categoria Infantil), 
Bar Zugno 13 X 2 Caravággio (partida pela categoria Veteranos), 
Amigos/S. Caetano 6 X 3 É Nóis/Simonetto, 
Villareal 5 X 3 Gaúcho, 
Juventude 4 X 3 Vila Nova, 
Baixada 2 X 4 São Lourenço (partida pela categoria Veteranos) 
Caravággio 2 X 5 Galácticos. Ao todo foram 59 gols.

Os confrontos da 9ª rodada e quartas de finais, em função da etapa do Extreme que ocorre no sábado, serão no domingo, dia 10, a partir das 14h. As disputas serão as seguintes: 
União X Desimpedidos (categoria Infantil), 
São Caetano X São Lourenço (categoria Veteranos), 
Bar Zugno X Baixada (categoria Veteranos), 
Nóis/Simonetto X União, Amigos/S. 
Caetano X Galácticos, 
Vila Nova X Caravággio
Faixa Azul X Ipiranga.

O campeonato é uma realização da Prefeitura de Vila Flores, através da Coordenação de Esportes, com apoio do Sicredi e AVIDA.