sexta-feira, 21 de outubro de 2016

Vila Flores: Classificação garantida, Jogando para o Futuro estará nas finais da Copa Vale das Antas de Futsal


O Projeto Jogando para o Futuro, de Vila Flores, está disputando a Copa Vale das Antas de Futsal 2016.
Desde o início do ano, o JF enfrentou as equipes São Bento Futsal (Bento Gonçalves), Associação Atlética Veranópolis (Veranópolis), Rumo Certo (Nova Roma do Sul), Botafogo (Bento Gonçalves) e Associação Carlos Barbosa de Futsal (ACBF).
O Jogando para o Futuro classificou-se para a série prata da competição e disputará as finais nas três categorias possíveis:

Sub 11 - JF x São Bento Futsal

Local: Nova Roma do Sul

Data: 19 ou 20 de Novembro.


Sub 13 - JF x Rumo Certo

Local: Veranópolis

Data: 03 ou 04 de Dezembro.


Sub 15 - JF x Rumo Certo

Local: Carlos Barbosa

Data: 10 ou 11 de Dezembro

Gauchão 2017: Dupla GRENAL quer a maior parte do bolo, interior ficaria com menos. Globo pode oferecer a FGF de 34 a 35 milhões.

O blog obteve mais informações a respeito da cota para os times do interior para o Campeonato Gaúcho. Federação e Globo estão próximos do acerto, a cota ficaria um pouco abaixo da oferecida em 2016, para o ano que vem chegaria a 34 ou 35 milhões de reais. Neste ano de 2016 a detentora das transmissões pagou alguma coisa próxima a 40 milhões. Segundo informações, o que estaria dificultando o acerto com as equipes do interior seria o que a dupla GRENAL estaria pedindo para o ano de 2017. Em 2016 a dupla ficou com alguma coisa próxima a 55% do bolo, e para o ano que vem estaria pedindo 80%, o que resultaria em uma sobra muito pequena, que deveria, esta sobra, ser dividida por 11.
Aí você perguntaria, por que 11, se são 10 as equipes do interior? Explico; é que Brasil de Pelotas e Juventude por estarem na série B ficariam com a suas cotas e mais meia cota para cada um. Enfim, sobraria muito menos do que os clubes receberam em anos anteriores. O que ficamos sabendo, é que na semana que vem acontecerá uma reunião com os presidentes dos clubes do interior para definir como ficará a situação, até lá Francisco Noveletto tentará diminuir a pedidada da dupla para poder repassar para as equipes do interior. 
No caso do VEC, o departamento de futebol trabalhava com a cota do ano passado, tinha como balizamento aquele valor, agora da uma seguradinha, e espera até a próxima semana para ver como ficará a situação. Mas pelo que se percebe, parece que o dinheiro vindo da FGF não deverá passar do um milhão, isso tendo um olhar mais otimista, mas existe sim a possibilidade do repasse ser menor. O Veranópolis Esporte Clube é um time com sua situação financeira tranquila, já esteve pior, mas hoje o clube trabalha livre de dívidas e quer continuar assim para buscar subir mais um degrau e jogar uma série do Campeonato Brasileiro.