quinta-feira, 31 de janeiro de 2019

Veranópolis: Confira o relato em súmula de Anderson Daronco no jogo VEC X Inter



Confira o que o arbitro Anderso Daronco relatou em súmula, e que virou notícia em todo o Brasil, podendo inclusive gerar problemas para o Pentacolor. Além de não fazer uma boa arbitragem Daronco parece ter exagerado um pouco em suas colocações. Confira:

- RELATO QUE O DIRETOR DA EQUIPE DO VERANÓPOLIS, SR. ADEMIR BERTOGLIO, POR DIVERSAS OPORTUNIDADES DURANTE O 1 TEMPO E TAMBÉM DURANTE O 2 TEMPO, PROFERIU DIVERSAS PALAVRAS CONTRA A EQUIPE DE ARBITRAGEM, COMO "LADRÃO", "VAGABUNDO", "TUDO CONTRA NÓS". O MESMO ESTAVA LOCALIZADO EM UMA ÁREA ATRÁS DO BANCO DE RESERVAS DA EQUIPE DO VERANÓPOLIS E QUE TEM ACESSO AO VESTIÁRIO DA MESMA EQUIPE. AO SER INFORMADO QUE SERIA RELATADO TAL FATO, O MESMO SE RETIROU DESTA ÁREA. - RELATO, QUE APÓS O TÉRMINO DA PARTIDA, QUANDO JÁ NOS ENCONTRÁVAMOS NO VESTIÁRIO, O DIRETOR DO VERANÓPOLIS, SR VILSON RONCATTO, INVADIU O VESTIÁRIO DA ARBITRAGEM, PARA PROTESTAR CONTRA UMA DECISÃO DA ARBITRAGEM MOSTRANDO O SEU CELULAR, DIZENDO: "OLHA ISSO DARONCO". NESTE MOMENTO, SOLICITEI QUE O MESMO SE RETIRASSE DO VESTIÁRIO. o MESMO NÃO SAIU E AINDA ASSIM DISSE AS SEGUINTES PALAVRAS: "UM ERRO NÃO COMPENSA O OUTRO, MAS JÁ QUE TU NÃO DEU PENALTI, QUE NÃO EXPULSASSE O NOSSO JOGADOR". NOVAMENTE, SOLICITEI QUE O SR. VILSON RONCATTO SE RETIRASSE DO VESTIÁRIO E O MESMO SAIU DO AMBIENTE. - RELATO TAMBÉM, QUE APÓS ESTE INCIDENTE, OUTRA PESSOA COM CAMISETA DO VERANÓPOLIS, MAS QUE NÃO FOI POSSÍVEL IDENTIFICAR PELO NOME, TEVE ACESSO PELO CAMPO DE JOGO E JUNTO ÀS ESCADAS DE ENTRADA DO NOSSO VESTIÁRIO, COMEÇOU A AMEAÇAR A EQUIPE DE ARBITRAGEM E PROFERIR AS SEGUINTES PALAVRAS: "LADRÃO, VAGABUNDO, TU MERECE MORRER SEU FILHO DA PUTA, NÓS VAMOS MATAR VOCÊS, VOCÊS SÃO COMPRADOS PELO INTERNACIONAL, SEU LADRÃO DE MERDA, VOCÊS VÃO VER". FOI SOLICITADO QUE O MESMO SE RETIRASSE DESTE LOCAL E O MESMO SE NEGAVA A SAIR, ESTANDO JUNTO AS ESCADAS E PRÓXIMO A PORTA DE ACESSO DO VESTIÁRIO DA ARBITRAGEM PELO CAMPO DE JOGO. QUANDO FALAMOS EM SOLICITAR A PRESENÇA DO POLICIAMENTO O MESMO SE RETIROU. 

Veranópolis:VEC buscou o empate contra o Inter em partida muito disputada

Fotos: MasterLynK
Na quarta-feira à noite, no ADF, o Veranópolis Esporte Clube foi forte, aguerrido e bravo, mesmo com 10 homens empatou com o Internacional em 1 x 1. 


O time que o técnico Sananduva mandou a campo, deu resposta positiva, e enfrentou o colorado bem postado e com determinação. Foi um jogo bom de se ver, e as chances de gol surgiram para os dois lados fazendo com que a partida se tornasse disputada do inicio ao fim. O VEC perdeu oportunidade, teve penalidade a seu favor não marcada e jogador expulso, mas não perdeu a maneira de jogar que foi escolhida pelo técnico Sananduva, mesmo depois de ter Pierre fora do jogo por lesão, e ter que fazer uma mexida total na zaga. 
O inter saiu na frente com gol marcado por Nico Lopez, e o empate veio dos pés de Macena, depois de uma grande jogada de Juba, no meio disso aconteceu uma penalidade para o Internacional cobrada por Sobis e defendida pelo goleiro Reynaldo. Este foi o terceiro empate Pentacolor em casa, e consequentemente o terceiro ponto, o que significa que é necessário buscar pontos fora de casa. O craque do jogo Ótica Visual/96,1 Fm foi Rafael Macena que recebeu o troféu do jogo. A próxima partida Pentacolor será contra o São José em Porto Alegre no próximo domingo. 


FICHA TÉCNICA 
Local: estádio Antonio Davi Farina, em Veranópolis (RS) 

Árbitro: Anderson Daronco Auxiliares: Lucio Beiersdorf Flor e Michael Stanislau Cartões amarelos: Kaio (VEC), Juba (VEC), Fabrício (VEC) Cartões vermelhos: Kaio (VEC) 

Gols: Nico López, do Inter, aos 29 min. do segundo tempo; 
Rafael Macena, do Veranópolis, aos 35 min. do segundo tempo. 

VERANÓPOLIS: Reynaldo; Vinícius Bovi, Geninho, Pierre (Lito) e Jadson; Fabrício, Kaio, Talles Cunha (Everton Dias) e Túlio Renan (Juninho); Juba e Rafael Macena. Técnico: Sananduva 

INTERNACIONAL: Marcelo Lomba; Bruno (Sarrafiore), Rodrigo Moledo, Victor Cuesta e Iago; Rodrigo Dourado, Edenílson, D'Alessandro (Rafael Sobis), Nico López e William Pottker (Neilton); Tréllez. Técnico: Odair Hellmann