quarta-feira, 28 de maio de 2014

Juca Kfouri disse ser "falsa plantação de cevada" na Granja Comary. A AMBEV se defende.


A Ambev se defendeu da informação de que a cerveja Brahma Seleção Especial não tenha sido realmente produzida com cevada plantada, cultivada e colhida na Granja Comary, em Teresópolis. A polêmica veio à tona depois que Juca Kfouri escreveu em seu blog não ter encontrado resquícios da cultura no local. Em um comunicado, a empresa disse que a plantação não existe mais porque já está dentro das garrafas do produto especial. No início do ano, a marca havia anunciado a criação de uma edição limitada do produto com a produção do grão no local de treino da seleção. A iniciativa é uma homenagem à Seleção Brasileira e à Copa do Mundo.

Confira o comunicado da Ambev na íntegra:

A Ambev repudia com veemência as falsas acusações a respeito do nosso plantio na Granja Comary, com Brahma Seleção Especial. A companhia plantou cevada na Granja Comary, como diversos documentos e fotos comprovam, e a colheita aconteceu no começo do ano de 2014. O cereal foi beneficiado, transformado em malte e utilizado na produção da cerveja. Se hoje não há cevada na Granja Comary, é justamente porque o cereal foi usado no produto que já está sendo comercializado no mercado.

No post intitulado Decepção: não tem plantação de cevada na Granja Comary, publicado nesta quarta-feira no seu blog, Kfouri, que está na serra fluminense acompanhando a equipe, disse ter tido "dois dias e meio de procura incansável" pelo local.

"Tomei chuva hoje pela manhã, procurei, investiguei, perguntei aos companheiros se alguém tinha visto, pedi aos funcionários da Granja que me orientassem e a conclusão é desoladora: a tal cerveja especial anunciada não é feita com cevada da Granja Comary", escreveu.

Mais tarde, o jornalista atualizou o post comentando a repercussão do comentário, o que chamou de um "terremoto na Ambev".

"Definitivamente, o mundo perdeu o senso de humor e, cá entre nós, é rigorosamente desimportante saber de onde vem a cevada, a não ser como criação publicitária. Ou será que alguém acha mesmo que é verdadeira a situação daquele anúncio do posto de gasolina em que o astronauta manda descer na banguela para abastecer? Por sinal, pode parar, que agora sou eu quem quer descer…", escreveu.

Gauchão 2015 terá três rebaixamentos, apenas um acesso e todos contra todos


As críticas sofridas este ano pela competição determinaram que o Gauchão 2015 terá uma nova fórmula de disputa. Os 16 participantes disputarão um único turno, todos contra todos.Depois, haverá cruzamentos entre os oito primeiros colocados, no sistema 1º x 8º, 2º x 7º, 3º x 6º e 4º x 5º, com um jogo só, na casa do melhor classificado na etapa anterior. Somente na fase final haverá mata-mata para que seja apontado o campeão. Ainda que alguns clubes resistam, a Federação Gaúcha definiu que, em 2015, três times cairão e apenas um subirá da Divisão de Acesso. Assim, em 2016, o Gauchão terá 14 participantes. Em 2017, serão somente 12, o que elevará o nível técnico da competição.