sábado, 14 de janeiro de 2012

Confira as fotos de VEC X Cruzeiro








Fotos: Carlos Alberto Jung

VEC venceu o Cruzeiro por 1 X 0. Agora é gauchão!

O Veranópolis Esporte Clube na véspera de seu vigésimo aniversário, venceu o último amistoso antes da estreia no campeonato gaúcho de 2012. O adversário foi o Cruzeiro, equipe que como o VEC também vai disputar o gauchão, e o resultado final foi de 1 X 0 para o pentacolor, gol de Danilo Santos aos 17 minutos do primeiro tempo. Foi no primeiro tempo que o VEC apresentou um melhor futebol, criou chances de gol, foi um time que se defendeu bem e soube sair com rapidez para o ataque. Na segunda etapa, depois de Marcos Rogério ser expulso, fato que aconteceu ainda na primeira etapa, o time pentacolor mudou sua postura, recuou e buscava chegar na meta adversária em velocidade e nos contra ataques. Mesmo com um homem a menos as chances de gol do Cruzeiro foram raras, e Luiz Muller pouco trabalhou. Como resumo deste jogo, fica a boa atuação do VEC, a entrega de seus jogadores no cumprimento do que pediu o técnico e a esperança de uma boa estreia no próximo domingo contra o Canoas no ADF. 

FICHA TÉCNICA
Danilo Santos, autor do gol do VEC
VEC: Luiz Muller, Fininho, Emerson, Lima, Dener, Marcos Rogério, Eduardinho, Raulen, Leandro Diniz, Lê e Danilo Santos. Jogaram ainda: Sananduva, Jean Dias, Willian, Fredi, Emanuel e Carlinhos. Técnico: Gilmar Dal Pozzo.

CRUZEIRO: Fábio, Marcio, Claudinho, Léo, Alberto, Faísca, Jô, Abuda, Davidson, Jean Paulo e Tiagão. Jogaram ainda: Gavião, Abu, Tinga, Elber e Sandro, Técnico: Beto Campos

ARBITRAGEM: Demódio Vagner com Feliciano e Adriano
GOL: Danilo Santos aos 17 minutos do primeiro tempo.

Fotos: Carlos Alberto Jung

Veranópolis Esporte Clube, 20 anos no futebol gaúcho. O Timaço do Peito está de aniversário


O Veranópolis Esporte Clube Recreativo e Cultural foi fundado em 15 de janeiro de 1992, numa fusão entre o Clube Atlético Veranense e o Grêmio Esportivo e Cultural Dalban, dois clubes semi-profissionais da cidade. Disputou a segunda divisão em 92 e 93, ano em que sagrou-se campeão sob o comando do técnico Tite. Subiu para a primeira divisão do campeonato gaúcho e nunca mais foi rebaixado.



O INÍCIO
Na cidade de Veranópolis (RS), no ano de 1976, Dalban e Veranense, dois times de futebol da região, até então rivais, passavam por dificuldades financeiras. A saída encontrada, para que as duas agremiações não fossem obrigadas a fechar as portas, foi a fusão entre as equipes, criando assim a Associação Veranópolis.
A união parecia ter tudo para dar certo. Mas quando o assunto foi a junção do patrimônio dos clubes, as duas partes entraram em litígio, não chegando a um denominador comum. Passado pouco tempo do “casamento” entre os rivais, Dalban e Verense seguiram novamente seus rumos e tornaram-se independentes.
Porém, como a situação para nenhum dos dois lados melhorou de forma significativa, em 1992 foram iniciadas novas negociações com a mesma intenção anterior. E após as duas agremiações se entenderem, no dia 15 de janeiro deste mesmo ano, nasceu o Veranópolis Esporte Clube.
E para agradar gregos e troianos, seus dirigentes resolveram unir também as cores originais de cada instituição, fazendo com que o VEC seja um dos únicos clubes pentacolor do esporte bretão, trazendo em seu escudo as cores azul, vermelho, amarelo, verde e branco.
Já vacinados pela experiência sem sucesso da década de 70, e com o amadurecimento natural da idéia de as duas entidades, juntas, lutarem para conseguir vencer no futebol o Pentacolor teve tranqüilidade para trabalhar e logo obteve resultados satisfatórios.
No ano seguinte da fundação do VEC, em 1993, o time de Veranópolis sob o comando de Tite, conquistou a segunda divisão do Campeonato Gaúcho, conseguindo o tão sonhado acesso para a elite do futebol do Rio Grande do Sul. Mas o clube queria continuar crescendo, e com o passar do tempo as campanhas na primeira divisão do Campeonato Estadual foram melhorando.
O título gaúcho ainda é um sonho para o Veranópolis, mas, em algumas oportunidades, ele quase virou realidade. Nos anos de 1997, 98 e 99, o time teve excelentes campanhas no Campeonato Estadual, chegando à fase semifinal das três edições, por pouco não conseguindo uma vaga na grande decisão.
Outra campanha parecida aconteceu em 2007, quando o VEC realizou um excelente campeonato, terminando na terceira colocação. Na fase semifinal, em duas partidas emocionantes contra o Juventude, o Veranópolis acabou eliminado, ficando de fora da final do torneio. Nesta edição do Campeonato Gaúcho, o Grêmio foi o grande campeão.
OS MELHORES ANOS
No ano de 1998, quando o Veranópolis teve um de seus melhores desempenhos no Estadual do Rio Grande do Sul, chegando até a fase semifinal, um dos grandes nomes do grupo, que ficou marcado na história do clube, foi o do treinador Casemiro Mior.
Casemiro não só quase levou o time ao seu primeiro título estadual, como fez com que o Pentacolor terminasse o primeiro semestre na qualidade de melhor equipe do interior do Rio Grande do Sul. O sucesso do treinador foi tanto, que ele acabou aceitando uma proposta de trasnferência irrecusável, oriunda de um time de futebol da China.
Já na campanha do Campeonato Estadual de 2007, quando o VEC também chegou à fase semifinal, um dos grandes destaques foi o atacante Vitor Hugo, que balançou a rede dos adversários 13 vezes, se tornando o artilheiro da competição, desbancando centroavantes consagrados como Tuta.
Seu companheiro de ataque, Dinei, também teve um bom desempenho nesta oportunidade, quando marcou cinco gols, ficando entre os principais goleadores do torneio.
Do lado de fora do campo, o treinador era Paulo Porto que, com a belíssima campanha realizada pelo VEC,  ganhou o respeito e a admiração dos torcedores do time pentacolor.
Hino do Veranópolis
Surgiste da força de um povo
Que unido provou seu valor
Hoje és orgulho, timaço do peito
VEC pentacolor.
Oh! Veranópolis
Meu campeão
Bravo e forte
Vibra coração.
Teu nome ecoa na Serra
Faz parte da nossa história
Torcida unida é raça
Teu lema é sempre vitória
AS CAMISAS