terça-feira, 6 de outubro de 2015

Veranópolis: Ari Moura do VEC/Faucom é apresentado no Brasília Futebol Clube.

Destaque do Veranópolis Esporte Clube, na disputa da Copa RS Sub-19, Ari chamou a atenção do clube brasiliense e agora faz parte da equipe que irá disputar a Copa São Paulo de Futebol JúniorAri era o artilheiro do VEC na competição. O jogador foi apresentado em sua nova equipe e iniciará um trabalho que tomara, seja vencedor.

Veranópolis: VEC Sub 19 joga nesta quarta em Santa Maria

O Veranópolis Esporte Clube/Faucom Sub 19 enfrenta o segundo colocado do Grupo F da Copa Sub-19 com quatro pontos. Riograndense e VEC disputam a liderança do quadrangular nesta quarta-feira, às 15h, no estádio Eucaliptos em Santa Maria. Pentacolor e Periquito vem de um empate em 1 a 1, em partida válida pela 3ª rodada da segunda fase no ADF em Veranópolis. O Riograndense ainda tem uma partida atrasada da 1ª rodada contra o Garibaldi. A direção do Riograndense vai cobrar R$ 10 aos torcedores que forem ao estádio nesta quarta-feira. Os portões abrem às 14h15min. O time do técnico Sananduva vem fazendo um belo campeonato, e agora precisa superar um adversário muito difícil fora de casa. Com força e determinação os objetivos serão alcançados.

Tiago Sala lamenta eliminação e avisa que quer permanecer no Campinense

O sonho do Campinense em disputar novamente a Série C acabou. Após vencer o Operário-PR por 1 a 0 no tempo normal a equipe acabou perdendo nas disputas de pênaltis e foi eliminada na segunda fase do Campeonato Brasileiro da Série D. Abatido após o fim da partida, o zagueiro da Raposa, Tiago Sala, lamentou a eliminação do time de forma precoce, mas reiterou que pretende ficar na equipe para tentar alcançar a missão no ano que vem. Para conseguir a classificação às quartas de final da Série C de maneira direta, o Campinense precisava vencer o Operário-PR neste domingo por dois ou mais gols de diferença. Porém mesmo com um estádio lotado, o Rubro-negro só conseguiu marcar com Valdeir no primeiro tempo e levar a disputa para os pênaltis. Rodrigão e Felipe Ramon desperdiçaram as cobranças para a Raposa, enquanto Rossi mandou pra fora pelo time paranaense. Na última penalidade, o goleiro do Operário, Paulo Sérgio cobrou e garantiu a classificação do time paranaense a próxima fase.
- Aqui hoje a gente vê um silêncio de luto, não era o que queríamos, mas infelizmente não deu certo e acabamos perdendo de forma muito precoce. Sabíamos que seria um jogo difícil e não tivemos cabeça fria e tranquilidade na hora decisiva nas penalidades máximas. Mas tenho em meus projetos o desejo de continuar no Campinense em 2016 e buscar novamente o acesso para a Série C – afirmou Sala.
Com a eliminação na Série D, o Campinense encerra suas participações dentro das quatro linhas em 2015. Agora a diretoria se prepara para a realização das eleições presidenciais que acontecem no dia 06 de dezembro. Logo após, o clube começa a projetar o ano de 2016, no qual a Raposa vai disputar Campeonato Paraibano, Copa do Nordeste e Copa do Brasil no primeiro semestre. Para conseguir disputar a Série D do próximo ano, a Raposa precisa ser campeão do campeonato estadual ou vice, caso o Botafogo-PB fique com a taça.

Veranópolis: AAV venceu sábado no futebol de campo


Os meninos do futebol foram a campo no sábado a tarde para enfrentar o Diprima de Vacaria. As partidas aconteceram no campo dos padres sob um clima frio e úmido, mas a gurizada veranense não nem deu bola para isso e conseguiu duas vitórias. A sub15 venceu por 3 x 2 e manteve vivas suas chances de classificação. Já a sub13 garantiu vaga nas semifinais com uma rodada de antecedência com uma goleada de 6 x 0.
Na última rodada a AAV enfrentará o SER Caxias no dia 8 de novembro em Caxias do Sul.
Sub13 – AAV 6 x 0 Diprima – gols: Gui 2x, Rossoni 3x e Igor
Sub15 – AAV 3 x 2 Diprima – gols: Bê e Gabi Marini 2x


Veranópolis: Futsal feminino da AAV garante vaga nas semifinais


O futsal feminino da AAV participa pelo primeiro ano de uma competição e as meninas estão tendo um desempenho acima do esperado. No sábado pela manhã foi disputada a última rodada da fase classificatória no ginásio da UCS em Caxias do Sul. A Associação enfrentou o Garotas da Bola de Nova Petrópolis que é considerado o melhor time de categorias de base do estado. Foram duas derrotas (sub15 e sub13) e um empate na sub17. Na classificação destaque para a sub15 que classificou-se na segunda colocação. Já a sub13 e sub17 passaram de fase em quarto lugar. O professor Alan Dall`Agnol que é responsável pelo Futsal Feminino espera que em 2016 mais alunas participem, “atualmente temos muitas meninas sub15 e sub17, mas gostaríamos trabalhar com meninas mais novas, por isso aproveito para pedir que os pais incentivem e tragam suas filhas para jogarem futsal na AAV”. As semifinais da competição acontecem no dia 13 de novembro em Nova Petrópolis.
Sub13 – Garotas da Bola 7 x 0 AAV
Sub15 – Garotas da Bola 4 x 2 AAV – gols: Ana Paula e Elisabete
Sub17 – Garotas da Bola 2 x 2 AAV –gols: Giorgiana e Jennifer

Veranópolis: Modalidade de capoeira na AAV tem grande procura de alunos

A capoeira foi incorporada ao projeto Sociedade Esportiva Educar no ano de 2013 e a cada ano ganha mais adeptos. A atividade acontece sob supervisão do instrutor Luan Lucas de Barba o “Cordilheira”, tendo aulas ministradas também por Márcio Moraes o “Sapo” ambos fazem parte do ABADÄ (Associação Brasileira de Apoio e Desenvolvimento da Arte-Capoeira). A atividade acontece todas as terças-feiras nos bairros São Francisco e Santo Antônio aberta a todos as faixas etárias.
A capoeira é uma expressão cultural brasileira que mistura arte marcial, esporte, cultura popular e música. Uma característica que distingue a capoeira da maioria das outras artes marciais é a sua musicalidade. Praticantes desta arte marcial brasileira aprendem não apenas a lutar e a jogar, mas também a tocar os instrumentos típicos e a cantar.
A Roda de Capoeira foi registrada como bem cultural pelo IPHAN no ano de 2008, com base em inventário realizado nos estados da Bahia, de Pernambuco e do Rio de Janeiro, considerados berços desta expressão cultural. Em novembro de 2014, a Roda de Capoeira recebeu o título de Patrimônio Cultural Imaterial da Humanidade pela UNESCO.