sexta-feira, 29 de janeiro de 2016

Neste sábado tem rodada em Fagundes da Copa Basalto é no Estádio Olirio Ernesto Grandi

Amanhã sábado será a vez do Água Verde sediar a abertura da terceira  rodada. Os jogos acontecerão no campo da comunidade de São Judas Tadeu, o estádio Olirio Ernesto Grandi. Confira os resultados e a próxima rodada da Copa Basalto:

18ª Copa Basalto de Futebol de Campo de 2016
Coordenação: CMD/Paraí
1ª Fase

Data: 23 de janeiro de 2016 (sábado)
Local: Campo Municipal de Guabijú
15 horas – Atlético Juniors ‘A’ 00 x 02 Sete Campos ‘A’
Gols: Yan ‘2’

17 horas – Farrapos/CMD Guabijú ‘A’ 00 x 08 Agua Verde ‘A’
Gols: Leo ‘3’, Cesar ’3’, Diego e Neimar

Data: 24 de janeiro de 2016 (domingo)
Local: Módulo Esportivo Municipal de Casca
15 horas – CMD Casca ‘B’ 03 x 01 Salete ‘B’
Gols: Cleiton, Felipe E junior(Casca); Michel(Salete)

17 horas – CMD Casca ‘A’ 03 x 02 Salete ‘A’
Gols: Junior ‘3’(Casca); Fabio Alemão e Robson(Salete)

Data: 24 de janeiro de 2016 (domingo)
Local: Módulo Esportivo Municipal de David Canabarro
15 horas – Varonil ‘B’ 00 x 03 Palmeiras ‘B’
Gols: Augusto, Rodrigo e Vagner

17 horas – Varonil ‘A’ 01 x 01 Palmeiras ‘A’
Gols: Romeu(Varonil); Catarina(Palmeiras)

Data: 30 de janeiro de 2016 (sabado)
Local: São Judas Tadeu/Fagundes Varella
15 horas – Agua Verde ‘B’ x CMD Casca ‘B’
17 horas – Agua Verde ‘A’ x CMD Casca ‘A’

Data: 31 de janeiro de 2016 (domingo)
Local: Nossa Senhora da Salete - Paraí
15 horas – Salete ‘B’ x Cerpa ‘B’
17 horas – Salete ‘A’ x Cerpa ‘A’

Gauchão 2016: Confira os jogos e quem apita a primeira rodada


A arbitragem do Campeonato Gaúcho está definida, e Leandro Vuaden vai apitar Glória X VEC. Confira aqui a Primeira rodada do Gauchão 2016, jogo por jogo e que trabalhará nestes jogos.




Gauchão 2017 deve ter formula de disputa diferente


Com o provável crescimento da Primeira Liga em 2017, a Federação Gaúcha de Futebol (FGF) estuda mudar a fórmula de disputa do Gauchão. Com a adaptação ao novo torneio, o Estadual exigiria, no máximo, 10 datas da dupla Gre-Nal - oito a menos em relação a este ano. A possibilidade foi discutida na última terça-feira, em um encontro entre os presidentes Francisco Novelletto, da FGF, Romildo Bolzan, do Grêmio, e Vitorio Piffero, do Inter. A principal mudança no formato seria a disputa da primeira fase apenas com equipes do Interior, com 10 clubes jogando entre si. Desta forma, os seis melhores avançariam para a segunda etapa, na qual a dupla Gre-Nal entraria no campeonato, que seria jogada em dois quadrangulares com partidas de ida e volta. Assim, os dois primeiros de cada chave se classificariam à semifinal, que, a exemplo da final, seria disputada em dois jogos. 
— Ainda estamos numa fase de estudos, não há nada de oficial — esclarece Novelletto. 
O presidente da FGF também informa que Piffero e Bolzan aceitariam abrir mão de até metade da cota de TV do Gauchão (hoje, R$ 7,5 milhões para cada clube) para reduzir o número de jogos que a Dupla disputaria. Isto seria compensado com a receita gerada pelos direitos de transmissão da Primeira Liga, que pode ser ampliada para até 10 datas em 2017, o dobro das cinco previstas para este ano. Assim, a FGF poderia aumentar o valor repassado aos clubes do Interior. 
— O pagamento a Grêmio e Inter seria proporcional ao número de jogos. Se vão disputar metade, precisam abrir mão de algum percentual. Se não tiver compensação, uma mudança destas quebraria o futebol do Interior — argumenta Novelletto.

Como ficaria o novo Gauchão:
- Primeira fase com 10 clubes do Interior, que jogariam entre si; 
- Os seis melhores avançam para a segunda fase, com Grêmio e Inter;
- A segunda fase seria disputada em dois quadrangulares, com quatro clubes cada, em jogos de ida e volta; 
- Os dois melhores de cada chave se enfrentam nas semifinais; 
- A semifinal e a final seriam disputadas em jogos de ida e volta; 
- A dupla Gre-Nal jogaria, no máximo, 10 jogos, em comparação aos atuais 18 possíveis.

FONTE: ZH ESPORTES

Gauchão 2016: Saiba quanto ganharão os árbitros por jogo

O ex-árbitro assistente Carlos Castro, 64 anos, presidente do Sindicato dos Árbitros de Futebol do Estado do Rio Grande do Sul (Safergs), fala sobre pressão, dinheiro, bandeirinhas e apitos.
O que o senhor espera do Gauchão?
A pressão ém a de sempre. Mas para o bom árbitro, não é problema. É preciso enfrentar e apitar. Nada pode assustar o trabalho do árbitro no Gauchão.
Qual o clube que pressiona mais no campeonato? Grêmio ou Inter?
Os dois. É engraçado. Eles se queixam das arbitragens depois de todos os jogos, mas não reclamam dos erros dos seus jogadores. Fica tudo na conta do árbitro. Não é o homem do apito que perde os jogos.
Quanto os árbitros receberão para apitar os jogos envolvendo 14 clubes?
Acertamos tudo com a FGF. Na fase classificatória, os árbitros ganharão R$ 1.371 em partidas envolvendo clubes do Interior. Quando joga a Dupla, o valor sobe para R$ 2.025. O Gre-Nal paga mais, R$ 3.535. É bom lembrar que os assistentes ganham 50% destes valores. O quarto árbitro, por sua vez, fatura a metade do que recebe um assistente.
E nas fases seguintes?
Nas decisões envolvendo times do Interior, o valor é de R$ 1.941. Se a Dupla estiver em ação, sobe para R$ 2.907. Na semifinal, há outro aumento: R$ 3.884. A final representa R$ 6.705. Nossos dois árbitros da Fifa ganham 50% a mais quando apitam as partidas.

Fonte: ClicRBS

Gauchão 2016: Não deu! Jogo Aimoré X Lajeadense ficou para o dia 7

A Federação Gaúcha de Futebol, informa que devido fatores climáticos ocorrido nesta segunda-feira no estádio Cristo Rei, os quais ocasionaram danos em um dos muros do estádio, a Brigada Militar interditou o local não sendo possível realiazar a primeira partida neste local, válida pelo Gauchão Ipiranga 2016 entre Aimoré x Lajeadense agendada para domingo 31/01. Por este motivo, houve alteração da data do jogo para próximo domingo 07/02/2016 às 18 horas, no estádio Cristo Rei em São Leopoldo.

Veranópolis: VEC lançou sua terceira camisa


O Veranópolis escolheu o fim da noite desta quinta-feira, às 20h, para lançar a terceira camisa do VEC. O evento foi realizado no Empório Cervejeiro, em Veranópolis, e contou com a participação da diretoria, dos atletas Léo Rodrigues (goleiro), Léo D’Agostini (zagueiro), Felipe Guedes (volante) e Washington (meia), da torcida Raça Pentacolor, e parte da imprensa convidada. O mandatário do clube, Gilberto A. Generosi fez a abertura do evento e falou sobre a escolha da cor amarela para essa camisa:
- A cor amarela além, de ser uma das cores do VEC, significa luz, calor, otimismo e alegria. O amarelo simboliza o sol, o verão, a prosperidade e a felicidade. É uma cor inspiradora e vai ao encontro do que temos planejado para o nosso glorioso Veranópolis nesse ano.
Após a apresentação das novas camisas, todos participaram de uma belíssima confraternização.

A estreia da camisa será na partida contra o Grêmio, no dia 10 de fevereiro, no estádio Antônio David Farina.