segunda-feira, 29 de janeiro de 2018

Veranópolis: Tem ingresso de graça para VEC X Grêmio na NZ Esporte. Quer ganhar?


Nova Prata: Cidade reuniu 20 duplas no 2º Torneio de Vôlei, etapa do Circuito Verão SESC de Esportes 2018.



O último final de semana foi de muito vôlei de areia em Nova Prata com o 2º Torneio de Vôlei, etapa do Circuito Verão SESC de Esportes 2018.
A quadra do estádio Municipal Dr. Mário Cini foi palco de excelentes jogos que teve a participação de duplas, além de Nova Prata, das cidade de Veranópolis, Vila Flores, Passo Fundo, Guaporé, Vista Alegre do Prata, Marau, Nova Araçá, Lagoa Vermelha, Carlos Barbosa e Flores da Cunha.


No sábado de sol e calor, as mulheres travaram grandes duelos. No final, Bruna e Adriana, de Veranópolis, sagram-se campeãs vencendo Ana Laura e Suélen, de Carlos Barbosa, na final. Completaram o pódio Rafaela e Rosani, de Flores da Cunha, e Rachel e Marciane, de Nova Prata, nas 3ª e 4ª colocações, respectivamente.
No domingo nublado, foi a vez dos homens protagonizarem o espetáculo na areia. Júnior e Gimatã, de Nova Araçá, venceram Leandro e Gelson, de Marau, que eram os atuais campeões do torneio, em uma final muito disputada e abaixo de chuva. Alerton e Guilherme, de Nova Prata/Passo Fundo, ficaram na terceira colocação e Claiton e Rodimar, de Nova Prata, obtiveram a quarta colocação.
Além de troféus e premiação em dinheiro arrecadada nas inscrições, os campeões obtiveram vaga para disputar a final do Circuito Verão SESC de Esportes na Praia Grande, em Torres, no mês de março.
O 2º Torneio de Vôlei de Areia Cidade de Nova Prata - Etapa do Circuito Verão SESC de esportes 2018 foi uma promoção do Município de Nova Prata, através do Secretaria de Turismo, Cultura, Esporte e Lazer; e do SESC e teve o apoio do Pró Esporte de Nova Prata.

Vanice G. F. Dal Magro

Vila Flores: Equipe Vilaflorense vence torneio de bochas no litoral


No final de semana, dos dias 20 e 21, foi realizada a 8ª edição da Copa de Bochas Noveletto/Roncatto, em Areias Brancas/RS. A competição reuniu cerca de dez equipes com representantes de todo Estado, incluindo o time Gaúcho, de Vila Flores. Os vilaflorenses, que participam há várias edições, venceram o torneio litorâneo, conquistando o bicampeonato. O atleta João Augusto Rigon, também de Vila Flores, recebeu o troféu de destaque da Copa.

A realização foi da Sociedade Amigos de Areias Brancas (SAAB). A entidade divulgou um agradecimento pela presença de representantes de Vila Flores, como o patrocinador, Wilson Roncatto, o coordenador esportivo, Elcio Rigon, o prefeito, Vilmor Carbonera, e secretários municipais, além do prefeito de Arroio do Sal, Affonso Flávio Angst (Bolão), secretários e vereadores, o vice-presidente da Confederação Brasileira de Bocha e Bolão, Davi Lima de Oliveira, o presidente da Federação Gaúcha de Bocha, Jairo Genehr, bem como as equipes que participaram do evento e a torcida.


O prefeito Carbonera destacou a importância do título. “Essa conquista, juntamente com as demais atividades competitivas de bochas realizadas pelo município nos últimos anos, busca incentivar cada vez mais prática do esporte”, ressaltou, destacando ainda o empenho das equipes vilaflorenses, como o Gaúcho, em manter viva a tradição da bocha.

Francine Ghiggi

Veranópolis: Empate fora de casa e manutenção entre os oito melhores nesta primeira maratona do VEC no gauchão de 2018



Foi mais um jogo onde o Veranópolis poderia ter saído com um resultado melhor. Jogando em Gravataí, onde o Cruzeiro manda seus jogos, o Pentacolor empatou em 0 X 0. 

Mais uma vez o VEC mostrou o futebol que marcou seus primeiros jogos, tem boa produtividade na primeira etapa, cai um pouco de rendimento no segundo tempo, e apos as modificações tem uma retomada e mostra um futebol melhor. E como nos jogos amistosos, mesmo que tenha marcado três em casa no único jogo até aqui, não marca gols e desperdiça as oportunidades criadas. Mais uma vez contra o Cruzeiro foi assim e pelo menos três oportunidades foram desperdiçadas, Juba, Wesley e Rafael Bonfin. 

Isso mostra que o time criou mas continua não conseguindo transformar em gols as oportunidades que surgem. Depois de um primeiro tempo tranquilo e de superioridade, o segundo tempo do jogo novamente dava a esperança de uma continuidade, mas mais uma vez o Pentacolor não conseguiu repetir o que apresentou na primeira parte do jogo, e aí foi o Cruzeiro que rondou a meta do goleiro Reynaldo exigindo muito do setor defensivo Pentacolor.

 
Léo Dagostini craque Ótica Visual/ 96,1FM
Vendo que as coisas não andavam bem, Julinho Camargo, providenciou mudanças e a partir delas o time conseguiu apresentar uma melhor postura, e aos quarenta minutos a bola foi no poste do Cruzeiro, última chance de gol e o empate em 0 X 0. Dentro do que o VEC planejava para este início de competição, três jogos fora e um em casa, a soma de quatro pontos pode ser considerado boa, poderia ser melhor, mas está dentro daquilo que dá a expectativa, se as vitórias vierem no ADF, de buscar a permanência na competição de 2018. O craque do jogo escolhido pela equipe de esportes da 96,1FM, e que recebeu o troféu da Ótica Visual, foi Léo D'agostini, um dos zagueiros do VEC.

Agora com uma semana sem jogo, o próximo é domingo que vem contra o São Luiz no ADF, o Veranópolis Esporte Clube terá oportunidade de se recuperar da maratona dos primeiros jogos, e treinar para corrigir problemas e melhorar o que teve de acertos nestes quatro primeiros compromissos. O caminho parece estar correto, e trabalhar para melhorar é tarefa importante da comissão técnica.


Ficha técnicaCruzeiro (0)
Deivity; Lucas Carvalho, Fernando Pinto, João Guilherme e Jonathan; Ben-Hur, Dê, Foguinho (Saldanha) e William Kozlowski (Jefferson); França e Kayron (Michel Renner). Técnico: Ben Hur Pereira

Veranópolis (0)
Reynaldo; Felipe Mattioni, Rafael Bonfim, Léo Dagostini e Romano; Bertotto, Jair (Fabrício), Eduardinho (Rodrigo) e Gabriel Silva (Matheus Lagoa); Juba e Wesley. Técnico: Julinho Camargo

Local: Estádio Antônio Vieira Ramos, em Gravataí.
Arbitragem - Éder Zanella, auxiliado por José Eduardo Calza e Alduíno Mocelin.

Fotos: MasterLynK