domingo, 5 de outubro de 2014

Criciúma, time de Dal Pozzo e Lucianinho, venceu o Atlético Mineiro por 3 X 1

A vitória de 3 a 1 do Criciúma sobre o Atlético-MG, neste sábado, no Estádio Heriberto Hülse, certamente foi vibrante. O técnico Gilmar Dal Pozzo, por outro lado, nem tanto. Por mais que o treinador valorize a vitória na melhor disputa sob seu comando até agora, e uma das melhores do Tigre na temporada de 2014, Dal Pozzo sabe que por enquanto é apenas uma vitória e prefere assumir uma postura mais "pé no chão"

— Fazia tempo que a gente não ganhava uma partida, quero comemorar. Mas é bom administrar a vitória também. Eu vinha acompanhando o Criciúma e talvez tenha entrado em uma zona de conforto depois que ganhou do Fluminense, candidato a título. Então vamos com calma, pézinho no chão. Como comandante eu tenho que saber administrar isso. Foi só uma vitória, ainda estamos na zona de rebaixamento. Mas da maneira que jogou hoje vamos ganhar muitos jogos ainda. Quero pegar esse gancho, quero pegar como exemplo esse jogo - explicou.

Ainda assim, é impossível relevar o fato de que a equipe foi ofensiva e jogou bem do começo ao fim contra o Atlético-MG, clube que briga no G-4. Dal Pozzo avalia que o Criciúma e, mesmo que em alguns momentos o adversário tenha tido a posse de bola, os donos da casa foram mais agressivos e tiveram situações claras de gol.

— A vitória é de todos, ela nos dá confiança. Já temos um jogo difícil na quarta-feira, contra o Coritiba. Ela (vitória) nos mostrou o caminho. O Atlético-MG é uma equipe que tem muita qualidade, que está brigando pelo título, Libertadores e talvez tenha sido uma das melhores partidas do Criciúma na temporada. Por isso fiquei muito satisfeito. Estivemos focados no jogo, por isso a vitória veio - reconhece.

A equipe se recupera para nova batalha na quarta-feira, quando enfrenta o Coritiba, no Estádio Couto Pereira, às 19h30min.