quarta-feira, 6 de maio de 2015

FGF inaugura com polêmica!

Polêmica na inauguração da nova sede da Federação Gaúcha de Futebol. A direção da entidade não permitiu a entrada de outros veículos de comunicação, somente a RBS esteve ao vivo.

Leonardo Meneguetti, do Grupo Bandeirantes criticou muito fortemente o Presidente da FGF, e a festa de inauguração da nova sede que aconteceu na segunda feira. Confira o texto de Meneguetti:

O Presidente da Federação Gaúcha de Futebol cometeu uma das maiores barbeiragens de sua tumultuada gestão. Na noite desta segunda-feira proibiu todos os veículos de realizarem a cobertura jornalística da festa de encerramento do Gauchão. Ou seja, escondeu a festa.  
Francisco Novelletto Neto mostra, assim, sua verdadeira face de dirigente. Segue o modelo dos dirigentes ultrapassados que tentam se perpetuar no poder com conchavos e articulações políticas. A festa acontece na sede da FGF e com organização da própria Federação. E ele decidiu barrar a imprensa, com exceção de uma emissora que transmite o campeonato por tevê. Um escândalo. Um absurdo. Uma atitude de desrespeito com os profissionais da imprensa esportiva do Rio Grande do Sul que cobriram todo campeonato na chuva, no barro, em estádios sem as mínimas condições. Uma forma de afrontar os veículos que concedem generosos espaços a este campeonatinho de quintal, cheio de equívocos, cuja repercussão termina no dia seguinte. Esta Federação não merece meu respeito. Deixou de ser federação para se um balcão de negócios de quinta categoria!

O Presidente respondeu em nota com o seguinte conteúdo:

A Federação Gaúcha de Futebol, por intermédio de seu presidente Francisco Novelletto Neto, vem a público, informar e esclarecer os procedimentos que foram ajustados para a cobertura jornalística dos eventos de premiação dos melhores do Gauchão 2015 e inauguração da nova sede da FGF ocorridos no dia 04/05/2015.
De pronto, é importante mencionar que não houve qualquer impedimento de acesso da imprensa, independente do veículo de comunicação, ao prédio da FGF para realizar a cobertura dos citados eventos. Estavam presentes aproximadamente 120 profissionais da imprensa realizando o seu trabalho na noite de ontem.
Válido esclarecer, que neste ano a solenidade de premiação ocorreu no auditório da FGF, um espaço para 250 pessoas, reduzido se comparado aos locais onde fora realizado nos anos anteriores.
Portanto, havia a necessidade de se oferecer, garantir e privilegiar o acesso ao local aos homenageados e convidados, sem que houvesse qualquer impedimento para que ocorresse a cobertura jornalística pelos veículos de comunicação.
É sabido que o evento da premiação dos melhores pertence à empresa que detentora dos direitos de transmissão do campeonato, direito esse que cabe e cumpre a FGF e demais órgãos respeitar.
No entanto, a fim de viabilizar que os demais veículos de imprensa realizassem a cobertura do evento, com a ciência do espaço mais reduzido do auditório da FGF, nas reuniões preparatórias para a solenidade, restou ajustado, conforme solicitação e orientação do organizador do evento pela empresa detentora dos direitos de transmissão, que as imagens seriam por eles captadas para posterior cessão às demais empresas, mas que, face a limitação do espaço físico do local, seria viabilizada  a presença de apenas um profissional de cada outra emissora para cobrir o evento sem, todavia, a utilização de qualquer equipamento de gravação de imagens ou voz, na medida em haveria a posterior disponibilização e cessão destas imagens.
Restou igualmente autorizada, sem qualquer restrição do uso de equipamento ou quantidade de profissionais, a cobertura jornalística a ser realizada nas demais dependências da FGF, como por exemplo, o hall de entrada e o restaurante, por onde transitavam as personalidades que participavam da festa.
Tanto foi assim que da emissora de rádio e jornal da empresa que transmitia o evento, estavam presentes apenas um profissional de cada órgão, e os demais permaneceram realizando a cobertura sem ter o acesso ao auditório, diretamente das outras áreas da FGF.
Não houve, portanto, qualquer privilégio.
Esse foi o primeiro grande evento realizado na nova sede da FGF. Em verdade, dois eventos sucessivos na medida em que, igualmente, ocorreu a solenidade de inauguração. 
Se houve algum mal entendido, evidentemente que ocorreu de forma deliberada, sem qualquer intensão de nenhuma das partes envolvidas no evento tendo sido permitida e previamente ajustada a forma de acesso e cobertura jornalística por todo e qualquer veículo da imprensa.
Por fim, cumpre a FGF mencionar que respeita e sempre respeitará a liberdade da imprensa, ciente da importância do seu papel perante a nossa sociedade.
 
Porto Alegre, 05 de Maio de 2015.
 
Francisco Novelletto Neto
Presidente
Fonte: Peleia FC