quinta-feira, 10 de março de 2016

Gauchão 2016: São José é líder com menor público. VEC conforme borderô coloca media de mil, e Grêmio é o de melhor público


O público extraordinário do GreNal da Arena ajudou a puxar a média do Grêmio, colocando o time do técnico Roger Machado bem à frente no ranking do Gauchão. O Grêmio, portanto, é o primeiro, média de 14.545 torcedores. O Inter é o segundo, com quatro jogos em casa em vez dos cinco do rival, média de  9.667. O destaque fora do eixo GreNal é a fanática torcida do São Paulo-RG, em terceiro lugar (3.299), à frente de Juventude (3.089) e Brasil-Pel (3.001). Detalhe: Aldo Dapuzzo e Bento Freitas estão parcialmente liberados. Ainda assim, emparelham com o Alfredo Jaconi. A decepção é o São José. Incrivelmente, o líder do Gauchão joga para quase ninguém no Passo D'Areia: 533 pessoas testemunhas. O lanterna é o Novo Hamburgo, cuja comunidade não abraça o clube mesmo: 140. 
Seis não chegam a mil de média: Veranópolis, São José, Aimoré, Cruzeiro, Lajeadense e Noia. Lembrando que no caso do VEC, não são contados os donos de cadeiras, banquetas e pacotes de arquibancada, que no caso leva para dentro do estádio mais de 1.200 pessoas. O que é computado no borderô, são os ingressos vendidos no dia dos jogos.  Partidas com portões fechados não entraram na conta. 
A média geral caiu em relação a 2015, até a 8ª rodada: 3.426 do ano passado contra 3.237 de agora. Números ruins, mas que poderiam ser melhores se os estádios do Interior fossem utilizados integralmente, e não com interdições desta ou daquela arquibancada. 2016 está sendo o de melhor público no ADF dos últimos anos, graças ao trabalho forte de marketing realizado pelo clube.