sexta-feira, 15 de julho de 2016

CBF envia orientações aos árbitros para melhorar a qualidade dos jogos

A Comissão de Arbitragem da CBF enviou aos árbitros brasileiros um pacote de orientações a fim de melhorar a qualidade do jogo para o público. Não aceitar, em hipótese alguma, "rodinhas de jogadores reclamando e dedo em riste" estão entre as recomendações da entidade. Segundo o comunicado da CBF, esse tipo de trabalho já "vem contando com boa assimilação por parte dos árbitros e mudança de postura dos jogadores". Como exemplo, apresenta a evolução do tempo de bola rolando no Brasileirão: se em 2014 isso acontecia em uma média de 52 minutos, agora são mais de 55 de "jogo".

Confira as orientações enviadas pela CBF aos árbitros:

NÃO SE DEVE ACEITAR, EM HIPÓTESE ALGUMA:

1 - Rodinhas de jogadores reclamando.
2 - Dedo em riste.
3 - Gritaria no ouvido.
4 - Jogador pedindo cartão para o adversário.
5 - Simulação.
6 - Treinador gesticulando para jogar a torcida contra a arbitragem.
7 - Reclamações flagrantes contra o árbitro assistente.
8 - Integrante do jogo ¿mandando¿ o árbitro consultar o assistente. 

ATENÇÃO PARA:

1 - Bola no local correto para a cobrança do escanteio (tiro de canto).
2 - Laterais cobrados muitos metros à frente do local em que a bola saiu.
3 - Goleiros demorando mais do que 6 segundos para recolocar a bola em jogo.
4 - Agarra-agarra na área.
5 - Na arquibancada, apenas faixas que incitem a violência não são permitidas.

Fonte: Jornal Pioneiro