quinta-feira, 14 de julho de 2016

Ex jogador do Grêmio agora é cidadão russo, e pode jogar na seleção daquele país.


Mário Fernandes foi vendido pelo Grêmio ao CSKA em 2012. Quatro anos depois, ele está firmado e adaptado à Rússia. Prova disso é o mais novo passaporte do lateral-direito, que agora tem dupla cidadania. 
– Estou feliz e orgulhoso de ser russo. Após me mudar para o CSKA, em 2012, a Rússia tornou-se um verdadeiro lar para mim. Era um desejo natural obter a cidadania e ser capaz de jogar pela equipe nacional. Vou fazer tudo o que depende de mim para ser útil para o clube e para a Rússia — falou o lateral-direito em declaração oficial ao site do clube.
Em 2011, ele foi convocado por Mano Menezes para disputar o Superclássico das Américas e acabou não se apresentando, alegando problemas particulares. Três anos depois, foi chamado novamente por Dunga para o mesmo torneio amistoso. Porém, ele nunca vestiu a camiseta da Seleção Brasileira em competições oficiais, o que o permite defender a Rússia.