terça-feira, 27 de setembro de 2016

Veranópolis: Montar o time do gauchão 2017, não perder revelações, como o garoto Gean e outros. A tarefa do trio do futebol do VEC.

Vilson, Ademir e Tampa - Dep. de Futebol
O Veranópolis é um clube que desde 1992 atua no senário esportivo do Rio Grande do Sul. Fez bons campeonatos, e teve também momentos difíceis, mas que foram superados com muito trabalho e empenho especialmente pelos dirigentes que sempre se doaram ao máximo para o bem do clube. 
Gean
Ás vésperas de divulgar o grupo de trabalho para o ano de 2017, tanto a nominata de toda a direção, como o grupo que vestirá a camisa Pentacolor, o clube enfrenta mais uma vez um velho problema, montar um time forte para disputar uma competição de quatro ou cinco meses. Como o VEC não joga com seu time principal no segundo semestre, até porque não existe uma competição interessante, o grupo a ser montado tem um custo maior. 
Matheus
Para enfrentar este problema o VEC, através da sua direção de futebol, procura manter o planejado e ficar dentro do orçamento liberado pela direção. Desta maneira, o trio responsável pelo futebol, busca não errar e montar o time com a qualidade exigida por todos, e o aproveitamento de garotos da base, que atuam no segundo semestre. Hoje, por exemplo, o Pentacolor é líder de sua chave, tem garotos emprestados para outros clubes para ganhar experiência, e nova revelações, como o garoto Gean, de Nova Prata, e que está sendo alvo de interesse do Internacional, inclusive vai ser observado nos próximos jogos pelo time da capital. 
O zagueiro Vinicius, garoto que é de Protásio Alves, Ari que já foi utilizado no time principal, Augusto lateral esquerdo que já estava no plantel profissional ano passado e o Volante Tupã são alguns destaques. Tem também Matheus que está fazendo boa campanha no Concórdia, em Santa Catarina. Pena que a categoria de base não esteja sendo melhor trabalhada nesta parceria VEC/Faucon, que tem suas carências e falta de dinheiro para melhorar a preparação dos garotos, e mesmo para manter os salários dos profissionais em dia. E vejam bem como é importante este trabalho, pois apesar dos problemas, mesmo assim, revela jogadores! 

VEC 2016
O Timaço do Peito para 2017, deverá vir com alguns nomes conhecidos, e que já vestiram a camisa em outras temporadas, de novos jogadores que nunca atuaram no RS, e querem abrir um novo campo de trabalho, pelos garotos do Sub19, e os que estão emprestados. Assim o VEC pretende ficar dentro do orçamento, e fazer um bom campeonato que terá 12 clubes, dois caindo, e duas vagas do Brasileiro da série D para 2018.