terça-feira, 3 de julho de 2018

Confira a coluna desta semana no Jornal Estafeta

Cidade parada, pessoas reunidas, na tv e no rádio o jogo da seleção. Alguns dirão, é circo e pão, enquanto a bola rola algumas coisas acontecem em desfavor da população. Ok, acho que sim, mas aí pergunto; é culpa do cidadão de bem, que gosta de futebol? Opaaa, gol do Brasil, Neynar marcou e o povo desarmado, a grande maioria silenciosa vibrou. A população não pode ser punida por querer ser feliz, quem deve responder por estas artimanhas são os políticos, mesmo que tendo recebido o voto, e por confiança que não foi retribuída em muitos casos, desta mesma população silenciosa e que gosta de futebol. Vamos então meus amigos desligar TV e o rádio e deixar de fazer o que gostamos, e vamos para o facebook defender os políticos que achamos “honestos”, e que convenhamos, são os mesmos, e mesmo assim usaremos o interminável poder do “copia e cola”, mesmo sem saber a origem, vamos lá, vamos exercer nosso poder de “copiar e colar” e defender nosso time, que não é do futebol, esse pode, mas é para depois poder dizer...viu, eu tinha razão! O Brasil continua vencendo o México em um jogo muito difícil. Você meu amigo que hoje defende um nome, já viu suas propostas? Será que ele será mesmo seu atacante que vai resolver o jogo para o seu time, ou melhor, o nosso time? Procure informar-se, leia, busque informações. Se ele vem com o carimbo de um dos partidos tradicionais tome cuidado, também se vem a muito tempo na política, afinal se ele ficou lá e não fez nada para melhorar até agora, por que é que depois de eleito faria. Opaaaa, gol do Brasil, e desta vez do Firmino, dois a zero e o time do Tite está classificado para a próxima fase. Que bom ver nosso país vencendo no futebol porque na política os interesses prevalecem, e boa parte se deixa levar pelo poder e pelo dinheiro. Fim de jogo, vamos para a próxima partida de futebol. E vamos também para a próxima eleição. Lembro novamente, no futebol só podemos torcer, nas eleições podemos participar! Não esqueça disso.