quinta-feira, 5 de setembro de 2019

Veranópolis: Ademir Bertoglio não é mais gerente do VEC



Tudo na vida tem um inicio e um final. Começamos uma jornada, caminhamos por ela, e aí chega o momento de mudarmos de rumo e buscar novos caminhos. É isso que está acontecendo com o gerente do Veranópolis Esporte Clube Ademir Bertoglio. Depois do Festival do Whisky, Ademir termina seu trabalho no Pentacolor, e parte para uma nova caminhada. A notícia veio através do presidente Gilberto Generosi durante entrevista no programa Show de Bola da 96,1 FM. Segundo o presidente, Ademir ficou indeciso diante da nova proposta e balançou, tendo Generosi dado força para que o profissional possa seguir seu caminho e crescer na profissão que escolheu. Sendo assim, Ademir Bertoglio aceitou, e vai trabalhar como gerente no Penapolense, equipe que disputa a série A2 de São Paulo.


Penápolis é um município do estado de São Paulo, sua população está estimada em aproximadamente 70.000 habitantes. O Clube Atlético Penapolense é conhecido, há muito tempo, como a “Pantera da Noroeste”. O apelido teve origem popular. Quando a equipe despontou para o futebol profissional, e é esta equipe que vai contar a partir de agora como trabalho de Ademir Bertoglio. 

O campeonato Paulista A2 deverá iniciar no final de Janeiro. Ademir permaneceu no VEC por 9 anos, todos na primeira divisão, no último aconteceu a queda para a divisão de acesso. Com o desligamento de seu gerente, o Pentacolor começa a pensar no futuro do clube. A ideia, que foi do próprio Ademir, é de que o novo técnico possa colaborar com a montagem do time, claro que ao lado do diretor de futebol Dirceu Paulo Salla. 

Quanto ao novo profissional para substituir Ademir Bertoglio, ele pode vir, ou melhor, pode estar na cidade mesmo. A direção gostaria de ter no clube uma pessoa que conheça o VEC, podendo ser até um ex-jogador do clube. Agora é esperar o final do festival, para depois as definições acontecerem. Na entrevista do presidente na 96,1, aconteceu a confirmação de que o Veranópolis terá 400 mil reais da FGF para a disputa da Divisão de Acesso, dinheiro este que tradicionalmente é oferecido as duas equipes que caem para a disputa do primeiro ano. Boa sorte Ademir em sua nova caminhada, e que o crescimento profissional aconteça da melhor maneira possível.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por participar.