segunda-feira, 2 de junho de 2014

Grêmio e OAS assinam aditivo em contrato e presidente Koff inicia "Operação Grêmio"

Cerimônia de acordo foi realizada na tarde desta segunda-feira
O Grêmio, juntamente à sua parceira OAS, formalizou a assinatura do aditivo em contrato da Arena do Grêmio. Além disso, o presidente do clube gaúcho, Fábio Koff, anunciou o início da "Operação Grêmio", que buscará a compra total da gestão da Arena.

"Vamos deflagrar o que nominamos de "operação Grêmio", que consiste em o Grêmio assumir a gestão integral de seu estádio. Assinamos hoje, oficialmente, um acordo de busca desse objetivo. A operação Grêmio, se concretizada, fará com que aproveitemos plenamente o potencial da Arena", declarou o presidente.

O Grêmio tentará buscar recursos em bancos para possibilitar a compra do estádio. São R$275 milhões, referentes aos recursos de construção do estádio obtidos pela OAS junto ao BNDES, mais R$200 milhões de compensação.



"Constituiremos em 10 dias uma comissão mista, de Grêmio e OAS, que vai procurar, em um prazo assegurado no documento - em 12 meses -, viabilizar esse objetivo. Mas poderá ocorrer a concretização em um prazo menor. Conclamo o Grêmio, todo o Grêmio, por seus movimentos políticos, Conselho Deliberativo, para que cerrem fileiras neste sentido. Para que o Grêmio tenha a plenitude de seu estádio e sua integral administração dele. Não teremos, no Brasil, um exemplo igual", afirmou Koff, que ainda completou: "Esta é a única maneira de o Grêmio, em seu futebol, disputar de igual para igual qualquer competição com as equipes do centro do país".