terça-feira, 9 de fevereiro de 2016

Veranópolis: Lúcio e Felipe Guedes, experiência e vitalidade!


Todo time que quer ser campeão precisa ter um grupo qualificado e disso, o técnico Luiz Carlos Winck não pode reclamar. O elenco Pentacolor é recheado de jogadores campeões, experientes e com passagens por grandes clubes do futebol brasileiro. É o caso dos atletas Lucio e Felipe Guedes. Na semana que o Veranópolis receberá o Grêmio em casa, depois de 04 anos, conversamos com os dois atletas do VEC que já tiveram passagens pelo Tricolor Gaúcho. Eles revelaram suas expectativas para o gauchão, como é vestir a camisa pentacolor e sua relação com a torcida.

O lateral Lúcio já rodou diversos clubes e vestiu algumas camisas como a do Palmeiras, São Paulo e Grêmio, todas com muitos títulos. Nascido em Olinda/PE, Lúcio adotou o Rio Grande do Sul como a sua segunda casa. Hoje, com 36 anos, quem vê o atleta admira-se pela disposição de um garoto que desfila no gramado do Farinão, com toda técnica que o consagrou como um dos melhores laterais do Brasil. Sempre buscando o aperfeiçoamento, Lúcio afirmou estar muito motivado para jogar o gauchão pelo VEC e espera, assim como nos clubes que passou, trazer muitas alegrias para a torcida.

VEC - Lúcio, depois ter passado por grandes clubes do país, qual a motivação de jogar o gauchão com a camisa Pentacolor?

Lúcio - A motivação é enorme por se tratar de uma grande equipe montada e competitiva, com uma gestão séria e uma torcida que aguarda ansiosa por um ano inteiro de jogos. Estou sonhando o mesmo sonho e quero ajudar o VEC conquistar a vaga no campeonato brasileiro.

VEC - Tu é um jogador com muitos títulos. Acredita ser possível o torcedor pentacolor sonhar com a vaga na Série D?
Lúcio - Com certeza, quem não sonha não tem motivação. O VEC é uma das forças do interior, tem uma equipe experiente e um grande treinador e também uma torcida apaixonada. Não será fácil, o campeonato gaúcho é intenso e todas as equipes estão bem preparadas, mas acreditamos que é possível e vamos dar o nosso melhor em campo para trazer essa alegria ao torcedor.

VEC - Por onde tu passou, deixaste tua marca. És bem quisto nos clubes que jogastes e aqui em Veranópolis não é diferente. Como é a relação com o torcedor pentacolor? Como é jogar aqui?

Lúcio - Jogador marca sua história com títulos e espero que Deus me abençoe aqui também. Por onde passei sempre fui iluminado e pude contribuir para que os clubes tivessem êxito no planejamento, e essa entrega dentro de campo é retribuída com as conquistas e com o carinho da torcida. Veranópolis é uma cidade pequena, mas muito acolhedora e o torcedor muito apaixonado. É muito bom receber o carinho e o incentivo nas ruas e na arquibancada. Esperamos, como equipe, fazer história no VEC com o apoio da torcida. Os 11 atletas em campo precisam da torcida, ela é o 12º jogador. Vamos transformar o Farinão num caldeirão.

Outra peça importante no time do técnico Luiz Carlos Winck é Felipe Guedes, de 24 anos. O volante já vestiu o manto Pentacolor em 2015, e sua vitalidade e a resistência de atuar durante os noventa minutos, com todo o gás e com toda a disposição, fez com que em 2016 fosse chamado novamente para integrar o elenco do VEC. Guedes, como prefere ser chamado, é um volante diferenciado: carrega consigo a característica típica dos jogadores da posição – a marcação -, mas mostra toda qualidade técnica com a bola no pé. Fundamental também para a posição que Guedes ocupa é uma boa compleição física, pois disputas e choques fortes com os adversários tornam-se inevitáveis. Embora discreto, a presença é sentida em campo, pelos adversários desarmados ou pelas jogadas construídas. Por isso, com toda sua qualidade e o emprego de uma raça típica de quem veste o manto pentacolor, Guedes conquistou a torcida.

VEC - Tu também já vestiu a camisa do Tricolor Gaúcho e trabalhou com o Lúcio, e agora receberá o Grêmio em casa e jogando com o Lúcio, no mesmo time. O que passa pela tua cabeça sobre esse jogo?

Felipe - Estou muito feliz. No Grêmio foi aonde tudo começou, onde integrei pela primeira vez uma equipe profissional e o Lúcio era um jogador que eu admirava e ainda admiro muito. O frio na barriga é inevitável, com certeza será um grande confronto e o que espero é dar o meu melhor em campo, honrar a camisa que visto e trazer alegria para a torcida pentacolor que sempre apoia nosso trabalho.

VEC - Tu já passou por alguns clubes do Estado e também fora dele. Como é vestir ao manto Pentacolor pela segunda vez?

Felipe - Gratidão e orgulho são as palavras que melhor definem meu sentimento. Fiquei muito feliz quando ligaram me convidando para novamente defender o VEC e espero contribuir de forma significativa nesse campeonato. Finalizar com uma grande conquista, que é colocar o VEC aonde ele merece estar: na elite do futebol brasileiro.

VEC - De fato, acredita que é possível ao Veranópolis conquistar a vaga na Série D?
Felipe - Sim. O Veranópolis sempre teve o pé no chão e agora sonha com um passo maior. Toda a equipe foi formada com atletas experientes, visando essa vaga. E nós estamos muito motivados, queremos juntos com a torcida, escrever uma nova história para o VEC. Queremos deixar nossa marca gravada na história do clube.

VEC - E o que tu espera desse confronto com o Grêmio?
Felipe - É um jogo muito importante e por isso o apoio da torcida é fundamental. Vamos lotar o Farinão, vestir o manto, cantar o hino pentacolor e fazer do estádio um caldeirão. O torcedor será o 12º jogador em campo.

Luana Trentin

Executiva de Marketing Esportivo

51 9995 8071 | luana@soufalcon.com.br