terça-feira, 9 de agosto de 2016

Esporte: Muito longe do ideal.É hora de cobrar!

Em meio à Olimpíada do Rio de Janeiro, um levantamento feito pelo Movimento Todos pela Educação mostra que o esporte ainda está longe de alcançar posição de destaque nas escolas públicas. Segundo os dados, 47,2% das instituições de educação básica do Rio Grande do Sul não contam com uma quadra para a prática esportiva. Em todo o país, o problema atinge 65% dos colégios.
O Todos pela Educação mapeou os dados do Censo Escolar de 2015 sobre a estrutura das escolas. A situação é pior nas redes municipais: 57,5% das instituições não têm quadra esportiva. Na rede estadual, são 27,8% das escolas nessa situação.
Os dados levam em conta todo o ensino básico, desde a educação infantil até o ensino médio. A situação melhora de acordo com a idade dos alunos. Se levado em conta apenas o ensino fundamental (sem as crianças da pré-escola), 34,1% das escolas públicas não têm espaço para atividade física. Quando consideradas apenas as escolas de ensino médio, o número de colégios sem a estrutura reduz para 14,2%.
O gerente de conteúdo do Todos pela Educação, Ricardo Falzetta, afirma que a educação física não deve estar associada apenas à formação de atletas, que possam vir a competir nas olimpíadas, por exemplo, mas como uma disciplina fundamental na formação integral dos estudantes. E para isso é preciso dar condições para o trabalho dos professores.
“A gente precisa parar de pensar no mínimo necessário, tem que colocar a régua mais no alto. Tem que ser a melhor quadra, com cobertura, com os melhores equipamentos. E isso vale para outras questões da escola também”, afirma.
E em nossa região, como o esporte é tratado?
Quais são os planos dos futuros prefeitos, ou será que eles tem algum plano para o esporte?
Será que o esporte vai continuar da mesma forma por aqui, sendo tratado como simples secretária para cargo de alguém que ajudou na campanha?
Esporte também é educação, e merece um trabalho mais voltado para os jovens principalmente. Senhores candidatos, pensem nisso!