quarta-feira, 23 de maio de 2018

Veranópolis:Racismo em jogo de futebol. Respeito não tem cor. Tem consciência.


O jogador da equipe do Colorado de Santa Helena de Bento Gonçalves, Douglas Cabral de Barros, o Bóia, fez o registro de denúncia de caso de racismo numa partida de futebol valida pela Copa Libertadores do Nordeste. O caso teria ocorrido na rodada disputada na tarde do domingo, dia 13 de maio, no Estádio Ernesto Parise, em Veranópolis. A equipe do Colorado enfrentava a equipe do Planalto, quando num lance, Douglas teria chutado em direção ao gol.

Segundo o relato dele, em entrevista a Rádio 96.1 FM, um homem estava atrás da goleira e teria o chamado de "nego macaco" e, ainda, teria dito que ele não sairia vivo de campo. Com o relato de colegas de equipe que servirão de testemunhas,Douglas fez o registro policial.
Ele ainda faz referência a questões de classe social, destacando que por ser de bairro mais pobre, muitas vezes os casos são abafados pela sociedade.Barros é natural do bairro Santo Antônio, em, Veranópolis e durante a semana reside em Bento Gonçalves. Aos finais de semana se desloca para a cidade para visitar os familiares. O caso segue sendo investigado pela Polícia Civil.

Fonte: 96,1 FM